30s não tem amigos

Não há dúvida, no entanto, que o papel amigos estão a jogar em sua vida muda, como você faz. Aqui está um olhar para as formas de amizade evolui em seus anos vinte, trinta e quarenta. Você deixar o cofre e, muitas vezes, de ramen com cheiro de bolha que é a vida universitária, e de não ver os seus amigos a cada segundo de cada dia se ... Você já tem tempo suficiente para ter amigos em seu trabalho atual e amigos do setor de suas posições anteriores. Networking não é tanto uma tarefa quanto é encontrar pessoas que você realmente gosta. Você pode largar esses estágios universitários aleatórios de seu currículo. Ajuda sobre o sexo, 30s! NÃO ME IGNOREM POR FAVOR :(: Gente, é o seguinte... Com 17s eu fiz uma ultrassom na urgência (pois eu estava com dor) e a médica quando estava fazendo a ultra me perguntou se eu queria saber qual era o sexo do meu bebê, eu respondi que sim! Ela falou pra mim que era uma MENINA, porém ela não colocou no laudo (pois era uma ultra de caráter de urgência) como ... Joga 30s Hero, o jogo online grátis em Y8.com! Clique agora para jogar 30s Hero! Diverte-te com os melhores jogos relacionados com 30s Hero. Respeito não se ensina. Praticamente amoral. Não pra mim, mas para a vida mesmo. Magoa, fere e não tem noção disso. Lá no Aurélio Buarque de Hollanda isso tem nome: Leviana. Meus amigos quase te batem, Pergunte para qualquer pessoa e obtenha um motivo no mínimo convincente. Sua presença é um cancer…” O que foi: Você não precisa mais procurar o conselho de seus amigos sobre se você deve fazer uma tatuagem e, em vez começar a comparar as taxas de juros em hipotecas. O seu metabolismo tem definitivamente desacelerou, mas felizmente, seus amigos estão no mesmo barco, então você sempre tem alguém para beber suco prensado a frio ou ir a essa classe ... A Fórmula E começa a maratona que encerra a temporada 2020 nesta quarta-feira (5), no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim. Antes da largada, marcada para as 14h03 (de Brasília), a categoria ...

Mãe solteira

2020.09.22 17:28 brbr3542 Mãe solteira

Tenho 23 anos, estou meio que me apaixonando por uma mulher incrível, mas que já possui um filho (ela tem 26 anos e o filho 2).
Eu não vejo problema nenhum, também gosto de crianças e pretendo ter um filho no futuro (terminei com minha ex um relacionamento de 5 anos e um dos motivos era esse, ela não queria ter e eu queria nos próximos anos, então não daríamos certo anyway).
Apesar de ter 23 anos, eu meio que já estou com minha vida de certa forma encaminhada, e pretendo com uns 25 ou 26 anos ter um filho. Essa mulher pela qual estou me apaixonando é uma mãe exemplar, além de ser muito bonita (ela era modelo já concorreu entre 30 para ser Miss São Paulo) e inteligente. Já sondei e ela pensa em ter outro filho no futuro o que me deixou muito feliz 😀
Minha mãe quando conheceu meu pai também era mãe solteira do meu irmão, ela o criou com unhas e dentes. Eu realmente admiro mães / pais que assumem esse papel solo, mas a nossa sociedade é preconceituosa.
Como foi quando vocês contaram para familiares /amigos que vocês namorava uma mãe solo? Desfizeram amizades por conta disso?
Gostaria de saber a experiência de vocês.
E para as mamães solteiras, gostaria de saber também o lado de vocês da história quando tiveram outros relacionamentos.
Obrigado
submitted by brbr3542 to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 02:02 CrisRody A ansiedade do emprego

Você, desempregado, nunca trabalhou, talvez tenha uma carteira de trabalho em branco ou nem mesmo tenha uma.
Você que tem 16 e precisa de uma forma de conseguir alguma independência.
Você com 22 saindo da faculdade, com medo de encarar o que vem pela frente, pensando em fazer uma pós apenas pra poder adiar essa aflição.
Você com mais de 30 que se sente inútil por não saber o que responder quando lhe perguntam "profissão" num questionário.
Ou até vc, na terceira idade que se sente preso dentro de sua própria casa, vivendo dias repetitivos, sentindo que não tem mais valor na sociedade.
Todos vocês, todos nós, não tenham medo de imprimir um currículo e pedir empregos, não desista de achar um trabalho.
Alguns imprimem 10 currículos, distribuem metade em mercados e a ansiedade causada por ser ignorados é tamanha, que acaba não conseguindo imprimir o resto.
Pra todos nós, aqui vão uns segredos:
  1. Sabe qual a melhor forma de se aprender algo? É errando! Ao falhar aprendemos mais sobre como nos portar em uma entrevista, seja para o caixa de supermercado ou para a vaga no administrativo. Tente, sem medo de falhar, mesmo que lhe recusem 100 vezes. Alguém vai lhe dizer Sim, alguém vai retornar com uma ligação, alguém vai querer vc na empresa dele!
  2. Aceite ajuda, não há vergonha em conseguir um emprego porque a mãe/irmão/tio/padrinho/vizinho conseguiu te colocar lá. O mundo é capitalista, o dinheiro é hereditário, se o CEO da maior empresa do mundo põe o filho não capacitado na empresa dele, vá na entrevista de emprego com o colega de igreja da sua mãe, você nunca sabe se aquele pode ser o momento de sua independência.
  3. Quando alguém te chamar, muitas vezes vai vir a dúvida, se você está pronto, a pressão de trabalhar 40 horas semanais, acordar cedo todo dia, não ter tempo pros amigos, jogos, baladas, etc. Vai vir a dúvida sobre custo benefício, vc vai pensar no custo de ônibus, gasolina, no fato de ter que acordar uma ou duas horas antes, custo com alimentação ou ter que ir para casa no almoço. Tudo isso é assustador. Mas se o seu salário hoje é zero, o lucro vai sim compensar pegar aquele emprego. Afinal...
... Você pode comprar uma bicicleta e economizar com transporte e ainda melhorar sua saúde física.
... Você pode preparar marmitas em casa pra comer no horário de almoço, 2 horinhas do seu domingo e você tem comida para uma semana. Gente, até mesmo um miojo e um ovo cozido já te ajuda se esse for o caso.
Sim, trabalhar é difícil e assustador. Mas você consegue!!!
Não arrume desculpas, elas só fazem vc se sentir por consigo mesmo!!
E, se o emprego que vc achar não for perfeito, continue a procurar em suas folgas. Estude a ideia de se mudar para mais perto com o tempo. Fazer um acordo com um restaurante por bons preços em almoços/marmitas, um acordo com seu chefe com relação a alimentação ou transporte.
O importante, é você dar os primeiros passos e tentar, fazer a experiência de trabalho. Se for ruim, é só voltar a procurar em seguida.
Tudo o que ganhamos em casa é idade, envelhecemos e perdemos nossos dias.
submitted by CrisRody to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 12:02 Silverwxyz Meu parceiro gringo rico me agrediu fisicamente e me jogou na cara que sou brasileiro prostituto

Quem aí é pobre e gostaria de um príncipe encantado pra te tirar da miséria e viver num castelo… de preferência na Europa com um bom padrão de vida? Pois é, encontrei algo parecido (só que não). Quem procura esse tipo de coisa ou aceita entrar nessa talvez seja bom saber que muitas vezes a vida não é esse conto de fadas.
Resolvi tentar minha sorte na Europa, Itália. Sou professor de inglês formado, sempre fui independente, mas na Europa dificilmente contratam um brasileiro pra dar aulas de inglês. As escolas preferem falantes nativos dos EUA ou Inglaterra. Mesmo se eu tivesse 100 anos de cursos e experiência, nunca vou deixar de ser brasileiro, e a maioria das escolas nem pega o currículo. Minha formação não vale muita coisa na Europa. E o mercado pra dar aulas de português é quase inexistente.
Nisso eu conheci um cara, gostamos um do outro… fui morar com ele. Percebendo minha dificuldade pra encontrar bom trabalho, ganhando pouco, ele propôs pra eu trabalhar menos e voltar a estudar, fazer outra graduação. Detalhes: ele é rico e tem o dobro da minha idade, eu 30 e ele 60. Sim, eu prefiro homens maduros. Aí é que está o problema, aliás, vários problemas: nossa grande diferença de idade, classe social, minha nacionalidade considerada “inferior”, a fama da prostituição dos brasileiros…
Desde o início passei por várias situações desagradáveis… Alguns amigos dele me perguntaram na cara mesmo se sou prostituto brasileiro e se não estaria com ele por causa do dinheiro. Ele brigou com esses amigos por causa disso.
São muitos desafios manter uma relação assim. Já é difícil pelo fato de sermos dois homens, e com grande diferença de idade! Se ao menos ele tivesse uns 10 anos a menos, seria mais fácil eu apresentar pra minha família... Minha mãe jamais aceitaria eu estar com um homem mais velho que ela.
Algumas vezes tentei terminar a relação. Já estive prestes a sair de casa, ele não deixou e disse: “Termine seus estudos, eu gostaria muito de dar isso pra vc. Depois você vai embora e encontra alguém mais jovem que eu”. Na verdade desde os primeiros dias que nos conhecemos ele sempre tentou me comprar, com luxos, viagens, e já no início da nossa relação disse que não tem herdeiros e procura alguém mais jovem como eu pra deixar tudo. Várias vezes ele me pede pra gente ir assinar os papéis do casamento e herdarei tudo. Ele diz exatamente isso! Aliás, ele já disse que fez o testamento dele declarando que sou o herdeiro.
Eu e ele sempre fomos bons amigos, tivemos uma conexão forte, sem problemas na relação, algumas briguinhas cotidianas, nada de mais…
Um ponto negativo é que ele é abertamente racista. Costuma fazer comentários contra negros, e sempre que ele tem oportunidade ele faz piada com o fato de eu ser brasileiro, diz que venho da selva, de um país perigoso, subdesenvolvido, que faço vodu, macumba… Antes ele era casado com uma moça da Guiana e depois teve um namorado da Venezuela. Ele culpa a origem latino-americana dos ex-parceiros pelo temperamento difícil e comportamento “primitivo”. Ele gosta de pessoas mais jovens. Como seria numericamente mais difícil ele conseguir um jovem europeu que queira morar com um velho, ele tem o histórico de pegar jovens desfavorecidos do “terceiro mundo” pra ajudar a trabalhar e estudar, todos os relacionamentos dele foram assim. Ou seja, ele mostra toda sua riqueza, tenta impressionar, e depois teme que está sendo usado, comprando alguém, e nos conflitos acaba sendo racista e usando o poder financeiro pra dominar e inferiorizar.
Se eu não respeito alguma “etiqueta” ele diz: VC VEIO DA SELVA MAS AGORA ESTÁ NA EUROPA, PRECISA SABER SE COMPORTAR. Na verdade eu não me sentia ofendido, ele é alemão e eu apenas retrucava falando coisas negativas de alemães. Eram piadas de mal gosto que fazíamos um contra o outro… E como resposta eu beliscava os mamilos dele, ele odeia quando faço isso. Já era um costume nosso.
Mas essa simples besteira desencadeou um conflito. Há dois dias estávamos na rua, eu tremendo de frio, e ele fez piada: VOCÊ É UM ANIMAL DA SELVA MESMO. NÃO ESTÁ FRIO. Em resposta, belisquei o mamilo dele, e desta vez ele teve um ataque de fúria. Ele apertou meu braço com bastante força, arranhou, tirou sangue. Ele nunca tinha me atacado dessa forma. Fiquei bastante chateado e passei o resto do dia sem conversar com ele. No final do dia, mostrei pra ele os hematomas, isso não se faz. Começamos a brigar e daí ele já abriu a porteira, falou várias coisas racistas, e por fim disse que sou um prostituto. Estávamos prestes a nos atacar fisicamente, ele veio pra cima de mim pra me dar socos. Eu empurrei, fiz posição de defesa e disse: EU SOU MAIS FORTE QUE VOCÊ. SE VOCÊ OUSAR, EU QUEBRO SUA CARA E TIRO SANGUE DE VERDADE. Ele recuou, sentou-se na cama e ficou acuado ofegante, tremendo, vermelho.
Estamos juntos há 4 anos, sempre tivemos uma relação pacífica, sem grandes dramas, nada parecido com isso tinha acontecido entre nós, foi bastante extremo. Estamos sem conversar há 2 dias na mesma casa, desviando um do outro, está insuportável. Eu já fiz dois anos de curso, precisaria de mais um ou dois anos pra terminar. Na Itália é quase impossível trabalhar, se sustentar e estudar ao mesmo tempo, as aulas são em período integral, precisa de dedicação quase exclusiva.
O que vocês fariam?
Tentariam engolir tudo isso, tentar fazer as pazes e procurar terminar o curso, ter um sonhado diploma europeu. Ou desistir de tudo... achar qualquer emprego, qualquer lugar pra morar... Ou voltar pro Brasil nesse período de crise, sem dinheiro e sem muita perspectiva?
Enfim, pra quem leu até aqui fica a lição: tentem ser independentes, donos dos seus próprios narizes e liberdade. O risco de depender de alguém é sempre alto... mais cedo ou mais tarde podem jogar isso na sua cara.
...
Resumo: moro na Europa com um homem rico e mais velho que me deu oportunidade de estudar. Tivemos um atrito bobo que desencadeou um conflito, ele é racista, me chamou de prostituto brasileiro. Já fiz metade do curso. Não sei se engulo e tento terminar os estudos ou se desisto de tudo.
submitted by Silverwxyz to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 17:54 afroboy334 Tô atribulado

De todos os meus amigos, eu sou o único que não namora ou não namorou até agora e isso me deixa meio confuso.
É uma luta constante entre um lado da minha cabeça falando "vai lá, compra aqueles fone bluetooth daora, parcela em 10x, se declara pra ela e mete 5 filhos logo" e o outro falando "investe 30% do seu salário, compra esse fone daora só quando o que você tem quebrar, só vá atrás de mulher depois que você tiver se estabelecido (casa, carreira, sonhos e objetivos), tá carente? Tem aquela garota de programa gostosinha pô só 120 a hora".
Acabei de excluir uma mina de todas as redes sociais e eu acho que ela era o amor da minha vida mas foda-se eu tenho dinheiro e tudo que eu quero a um clique de distância, meu pau é grande (isso não é uma vantagem em algumas situações mas é bonito) e tô bem fisicamente e mentalmente (???) E é isso bom domingo a todos amo vocês
submitted by afroboy334 to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 08:13 ricardo2bkru Não possuo dons

Tenho 27 anos. Fiz faculdade de computação e vivo enfiado no pc. Terminei-a e agora trabalho desenvolvendo software.
Conversando com uns amigos hoje, pude perceber que não sei fazer absolutamente nada fora do computador. Não sei nadar, não sei jogar bola, não gosto de games, não sou bom na cozinha, enfim não tem nada que me faça pensar "poxa, eu tô afim de fazer tal coisa".
Fico pensando as vezes que sou um merda por não curtir nada e ficar só de casa pro trabalho e pra casa novamente. Sem viés suicida ou coisa do tipo. Amo minha vida.
Estou aqui na casa dos meus pais com quase 30, mexendo no computador, organizando alguns downloads porque perdi o sono pensando nisso.
É foda...
A princípio é um desabafo. Mas... Será que tem algo que eu possa fazer?
submitted by ricardo2bkru to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 14:34 UninformedImmigrant U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 0: Introdução]

Post anterior: https://www.reddit.com/portugal/comments/itrx1l/estou_a_pensar_escrever_uma_s%C3%A9rie_de_textos_sobre/
Olá amigos.
Perguntei-vos se estariam interessados numa série de posts acerca da minha experiência enquanto emigrante no UK. A resposta pareceu positiva, por isso vou começar a publicar o que vou escrevendo. Este primeiro post serve de introdução para ditar o mote dos restantes; aproveito para deixar aqui uma série de notas que depois escuso de repetir nos seguintes.

Que merda é esta?

Há-de ser um relato mais ou menos organizado da minha vivência como emigrante, escritos de forma predominantemente episódica. Cada capítulo pretenderá abordar um tema diferente que, na minha opinião, poderá afectar outras pessoas na mesma situação que eu. Basicamente, cada capítulo relatará grosso modo uma situação que me fez pensar "puta que pariu, porque é que não me disseram isto antes?"
Mais concretamente, quero:
Antes de começarmos, algumas coisas importantes de referir:

O que é que vem a seguir?

Este post é uma introdução muito básica ao "projecto" que estou a começar. Neste momento tenho esta introdução escrita, e mais alguns capítulos pensados e alinhavados. Para já, tenho alguns temas principais acerca dos quais gostaria de (ou comecei a) escrever:
Não os vou escrever por ordem, garantidamente. Sintam-se à vontade para sugerir tópicos, já acrescentei um ou outro de comments no outro post. Vou tentar manter os posts ligados uns com os outros com um índice ali no topo.

Quem és tu, e porque é que hei-de querer saber disto?

Por razão nenhuma. Lê este; se gostares, provavelmente vais gostar do resto. Se achaste que é só um gajo a dissertar sobre temas da vida, então acertaste na mouche. Se não gostas de gajos a dissertar sobre temas da vida, talvez não gostes disto.
Eu sou um gajo qualquer, suspeito que parecido com muitos vós: casa dos 30, carreira em tecnologia, mania que é esperto, emigrado recente. Acho que a minha experiência enquanto emigrante é deprimentemente mediana, e é aí que vejo o valor deste esforço. Entre decidir que queria vir e o dia de hoje, passei por uma série de situações que suspeito que muitos outros também atravessaram, e para as quais gostaria de ter tido aviso. Alguns exemplos de que me lembro de repente:
Eu também não sabia de nenhuma destas (e outras coisas), e às vezes saiu-me do bolso não saber disso.
A minha experiência provavelmente foge da média em alguns aspectos cruciais: não vivo nem trabalho numa cidade, vim já com um contrato de trabalho permanente assinado, e por aí fora. Escrever sobre alguns desses aspectos talvez passe a ser mais um exercício de memória pessoal que outra coisa, ou talvez as minhas peripécias pessoas ressoem com alguém, logo vemos.

Motivação

Um bocadinho do que está por trás das razões que me trouxeram para aqui:

Porquê NÃO emigrar?

Quando fui entrevistado para a posição em que estou agora, o entrevistador final (depois de umas 5 entrevistas para a mesma posição) perguntou-me: "estás nessa empresa há coisa de um ano, porque é que te queres mudar?". A minha resposta foi simples: não quero.
Em Portugal a vida tem uma leveza que não consigo encontrar em mais lado nenhum. Ganha-se pouco, é certo, e as oportunidades são muito limitadas, mas:
e por aí fora. A minha vida em Portugal era de uma tranquilidade incrível. O trabalho era especializado e pouco exigente, trabalhava com amigos de longa data na minha área de formação (que adoro). A minha rotina estava extremamente solidificada, vivia numa cidade que adoro (ah Coimbra!), conseguia-me facilmente sustentar, vivia numa casa boa numa zona boa. Visto de fora, tudo estava OK. A opção fácil teria sido deixar-me ficar; tinha facilmente emprego para a vida e poucas chatices.
Ainda assim...

Porquê emigrar?

Há uma certa insatisfação que vem com o saber que chegaste ao topo muito cedo, e que o topo não é tão alto como querias. Eu sou extremamente ambicioso, não do ponto de vista materialista e egoísta, mas mais numa eterna ânsia de ser melhor no que faço. Eu tive a espectacular sorte de escolher uma profissão pela qual me apaixonei, e de ter conseguido sempre trabalhar nela estes anos todos. O meu trabalho foi aparentemente tendo qualidade, e fui indo por aí acima. Um mestrado vira doutoramento, que vira bolsas, que vira escrita de projectos, que vira posições em empresas, que vira posições séniores.
No entanto, há um tecto máximo para o que se pode fazer em Portugal na minha área: o mercado é dominado por empresas muito pequeninas, altamente subsidiodependentes, e nas quais honestamente não vejo futuro. Eu não quero passar o resto da minha vida profissional a trabalhar num "one-man army", eternamente a desenvolver soluções que nunca vão vingar porque, convenhamos, há limites para o que uma equipa pequena consegue fazer. É extremamente descolhoante ver o nosso trabalho, que toda a gente diz que é muito bom, ficar perpetuamente atrás por falta de recursos, ou manpower, ou investimento, ou o que lhe quisermos chamar. Dei por mim a tornar-me uma pessoa frustrada, daquelas que vêm as notícias e dizem mal de tudo, mesmo do bom; pequenino e sempre zangado. Decidi procurar outras coisas.
Mudei-me para o UK com contrato assinado para uma multinacional gigantesca, bom salário, boa zona do país e, acima de tudo, projectos incríveis desenvolvidos por pessoas com as quais tenho aprendido muito. Estou novamente no caminho certo.
Eu não me mudei pelo clássico "ganhar mais". Obviamente que triplicar o salário de um dia para o outro é fixe, obviamente que é fixe comprar carros a pronto (mais sobre isso mais tarde), obviamente que ir às compras e nem olhar para a conta é bom; mas há mais que mova um gajo. O salário é um factor, mas é um factor.
Abraços, e obrigado por virem à minha TED talk.
Edit: desculpem a formatação manhosa no início, esqueci-me do modo markdown.
submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]


2020.09.10 16:51 Linpert GT do maromba caçador de fantasma

GT do maromba caçador de fantasma
/CC/
[G]OLD
>um amigo mexicano da academia me leva pra fazer leitura de mão >adentramos no local mais fedido que o banco do supino as 6 da tarde >com umas porra de incenso e caveira mexicana >umas vadia cigana ja tão de olho em nós >fodase, mulher não é proteina >uma delas se aproxima e pergunta quem quer ir primeiro >instinto de maromba que vê o aparelho livre e não quer revezar ativado >estendo a palma de minha mão e contraio o antebraço >a cigana faz uma cara de susto >começa a observar minha mão >olha no fundo dos meus olhos e me diz que tem algo me observando >claro vadia >olha o tamanho do meu braço >quem não quer observar essa porra >ela diz que é muito sério e pode ser uma presença maligna >o efeito do pré ja ta batendo >taco o fodase e saio daquele lugar >indo pra academia >um frangote fazendo qualquer porra no canto com uma anilha na mão >eu sou o hitler dos frango >a favor da segregação muscular >me afasto >de repente o frangote toma uma queda >frango burro >a anilha que tava com ele vem voando em minha direção >passa raspando na minha cabeça >sinto um arrepio na espinha >olho pro anilha no chão >anilha de 3kg >frango filho da puta >vem pra academia pra levantar 3kg >vai levantar saco de feijão em casa fdp >termino meu treino normalmente >chego em casa pra o pós-treino >pós-treino não é uma refeição seu frango inutil >é o treino que vem depois do treino da academia >batendo no saco de pancadas pra aquecer >minha mão erra o saco e atinge a parede >a parede quebra >apartamento antigo do caralho caindo aos pedaços >fodase >a sala enche de poeira >quando a poeira baixa vejo que a parede era oca e tinha algo la dentro >um cranio preto com uma vela enicma, sobre um tipo de estante >wtf >vou na cozinha e jogo um pouco de sal grosso nessa porra >minha vózinha dizia que sal grosso afasta os espiritos ou alguma coisa assim >fodase preciso treinar >continuo meu treino normalmente >termino o treino, como, tomo banho e vou dormir >mas antes vou ler uns artigos do hipertrofia.org no pc >do nada, a energia cai >começo a ouvir uns barulho vindo da cozinha >me aproximo >vejo uma silhueta preta sorrindo pra mim >ela vai em direção a minha sala de treino >sigo ela >chegando lá consigo observar a silhueta melhor >analise rapida >uma humanoide palido, nú e esqueletico >esqueletico >não tinha nem 30 de braço >frango filho de uma puta >sai da minha sala de treino porra >num rapido movimento pego a caveira preta e taco no frango fantasma >ela quebra e vira poeira, ele da um grito que ecoa pela casa toda >o grito é tão forte que eu tenho que tapar os ouvidos >depois disso eu não lembro de mais nada, só desmaiei >acordo no outro dia me sentindo bem depois do sono anabolizante >9 da matina >partiu academia >treino normalmente, mas na saída encontro a cigana me esperando >disse que sentiu energias muito fortes na noite anterior >e que eu incomodei o templo sagrado dos espiritos e que agora eles queriam vingança >eu incomodei o templo sagrado deles? >a sala de treino é o MEU templo sagrado >taco o foda-se e me dirijo pra casa extremamente puto >faço meu pós-treino e fico em casa assistindo tv o dia todo >não acontece nada >os fantasma ficaram com medo dos 43 de braço >começa a anoitecer >de repente, a televisão entra em estatica >começo a ouvir barulhos de gritos e risadas na casa toda >to puto >sinto um arrepio na espinha >olho pra trás >uma figura parecida com a que eu vi na noite anterior se arrastando em minha direção >totalmente desfigurada, e sem as duas pernas >sem as duas pernas >frango filho da puta >hoje é dia de perna >e vc me aparece sem as duas? >a furia começa a tomar conta do meu ser >ele parece sentir de alguma forma, e tentar recuar de uma maneira bizarra >tu não vai correr não >corro em direção a ele e dou uma bicuda no meio da fuça >ouço um grito ensurdecedor e a casa começa a tremer >as luzes apagam de novo >começo a ouvir mais gritos e risadas >além do frio na espinha >nesse momento ja to mais puto que vc depois de ver que fez o exercicio todo com o peso errado >começo a socar o nada >saio correndo pela casa toda socando o ar >sinto meus punhos encostando em alguma coisa >agora tu é meu frango fdp >dou uma surra em o que quer que seja que estivesse na minha frente >de repente a barulheira para e as luzes voltam >noto que estou suando >todo essa movimentação me fez catabolisar >agora é pessoal >pego uma cruz de madeira de minha familia que eu guardei embaixo da cama >penduro na parede da sala de treino >grito bem alto: "MEU PARCEIRO DE TREINO AGORA É O MANO JESUS" >vou dormir puto e não escuto mais barulhos >acordo resolvido a acabar com essa situação de uma vez por todas >depois da academia passo em uma loja de ocultismo ou coisa assim >fodase >se não é loja de suplemento eu nem quero saber o nome >compro todas essas coisas qualquer de ocultismo >fodase >se não é suplemento eu nem quero saber o nome >aproveito e passo no mercado pra comprar ums peito de frango >chego em casa putasso >a esse momento ja anoiteceu >entro na minha sala de treino protegida pelo filho de Arnold >pego um desses tabuleiros de Ouija >jogo no chão e mijo encima >depois pego um fosforo e taco fogo >começo a sentir frio na espinha >eu nem comecei ainda >pego umas tralha de ocultismo e jogo no chão e taco fogo >vou na cozinha e preparo um frango temperado com sal grosso >depois de comer vou no banheiro >bato uma pensando na filha de satanas, aquela puta >me limpo com uma toalha de cruz invertida >depois jogo ela na privada e queimo ela >começo a sentir a casa tremer >as luzes apagam de novo >barulhos piores que os outros começam a surgir >uma névoa escrota toma conta do apartamento >mas a sala de treino ta iluminada >me olho no espelho antes de me dirigir ao local >minha imagem no espelho estava chorando sangue pelos olhos >mas o meu peitoral continua rachado >então ta de boa >entro na sala de treino >um pentagrama surgiu no meio dela >e ta pegando fogo >me preparo >de repente, o cramunhão é invocado do pentagrama >o filho da puta parecia o leo stronda de tão forte >avança e mim e me da uma fodenda surra >não consigo revidar >Arnold me observa do céu, triste comigo >o capeta pisa na minha cabeça rindo >e diz "É por isso que crossfit sempre será superior a musculação" >o que você disse filho da puta? >o que você disse?!?! >levanto o pé dele, como levantando uma barra no levantamento militar >ele percebe que ta mais fudido que você depois de tomar suplemento vencido >dou uma surra no capeta usando todos os meus equipamentos >barra, anilha, tudo mesmo >ele se arrasta de volta ao pentagrama todo fudido >ele some, e com ele todo o clima pesado >as luzes se acendem novamente e a névoa desaparece >to extremamente machucado >me dirijo ao banheiro novamente >me olho no espelho, minha cara toda pocada >meu peitoral rachado todo arranhado e sangrando >mas ainda rachado >então ta de boa >subo na balança que tenho no banheiro >ganhei mais 2 kg de massa magra >olho pro céu com uma lagrima no olho >e agradeço ao Deus Arnold pela dádiva >desde então, não aconteceram mais fenomenos sobrenaturais na minha casa

https://preview.redd.it/9410cpdl2cm51.png?width=594&format=png&auto=webp&s=5a8c26c882927f9b0a9d8939f9a9e534440a580b
submitted by Linpert to gtsdezbarradez [link] [comments]


2020.09.09 01:20 NegoLeleu "Investe em 25-30 ativos que tem demonstrado resultados positivos nos últimos 5 anos que tá bom, não precisa ficar tão obsessivo assim"

Escutei essa frase de um amigo outro dia.
O contexto: estou começando a formar a minha carteira de ações e posso dizer que gasto um bom tempo vendo vídeos, estudando a empresa e setor antes de realizar o aporte. Em parte, porque sinto que fazendo isso tomo melhores decisões e em outra parte porque como meu foco é no BH não penso em vender tão cedo minhas ações.
Pois bem, outro dia, comentando com amigo essa minha busca por informações, leitura de balanços e tudo mais ele jogou essa pra mim.
'cara, eu faço buy and hold e se você estudar minimamente uma empresa, gastando menos tempo possível, vai saber que investindo em 20-30 ativos no Brasil relativamente bons, você dilui muito a chance de errar e a cada ativo novo que você colocar lá (ativo bom) a chance de no longo prazo ganhar dinheiro é alta. Não precisa ficar tão obsessivo em estudar as empresas"
Aí eu queria ouvir a opinião de vocês sobre isso.
Esse meu amigo faz uma separação da carteira por setores, depois dentro de cada setor compra 3-4 ativos e dá pesos diferentes pra eles e vida que segue.
Ele tem mais tempo de mercado que eu e só li os resultados anuais das empresas. Ou seja, 1x por ano apenas. Não acompanha muito notícias factuais sobre essas empresas que comprou.
O que acham disso?
submitted by NegoLeleu to investimentos [link] [comments]


2020.09.08 19:39 Malarazz Resultados do censo do /r/futebol 2020

Introdução
Primeiramente, obrigado a todos que responderam o censo! Tivemos 371 respostas esse ano, comparado com 68 em 2018.
Essa thread vai ser enorme. Nela, vou descrever e comentar sobre as estatísticas mais interessantes de cada uma das perguntas, principalmente respectivas aos 13 clubes grandes do Brasil. Quem preferir visualizar sozinho de maneira mais completa pelo google forms, aqui está o link do censo. Já quem gostaria de comparar com o último censo de 2,5 anos atrás, aqui está ele. Lembre-se que o censo foi separado em 4 categorias. Sinta-se à vontade pra pular pra categoria mais interessante (na minha opinião a 3) se não quiser ou não aguentar ler tudo. As perguntas estão numeradas e na mesma ordem que estavam no censo, então vocês também podem pular pra discussão das perguntas que acham mais interessantes.
Parte 1: Perguntas Demográficas
1) Aonde você nasceu? -- De 2018 pra cá, o subreddit ficou bem mais diversificado com esse quesito. Apesar de São Paulo continuar liderando, proporcionalmente o estado caiu muito. 76 (21%) dos usuários nasceram lá, enquanto que 22 (32%) ano passado. Rio Grande do Sul vem em segundo e Rio de Janeiro em terceiro, com 67 e 55 membros respectivamente (18% e 15%).
Curiosamente, apesar de ter metade da população e um futebol menos tradicional, o Paraná tem mais usuários do que Minas Gerais: 34 vs 25 (9% vs 7%). Outro fato bastante curioso são os estrangeiros. Os 4 portugueses nós já esperávamos, até por causa do Jorge Jesus. Mas além deles, 2 usuários nasceram em outro país da América do Sul, 3 na América do Norte, 2 em outro país da Europa, e 1 na Ásia, pra um total de 12 (3%) usuários que são estrangeiros. A proporção esse ano ficou parecida com a do censo passado, quando 2 (3%) dos usuários nasceram fora do Brasil. Fico muito curioso pra saber da vida desses usuários: se vêm de pais brasileiros ou simplesmente falam português e gostam da cultura e/ou futebol brasileiro.
2) Aonde você mora? -- Ranking muito parecido com o de nascimento, porém claro, com mais usuários morando no exterior do que nascendo lá. 30 (8%) usuários moram no exterior, sendo 13 (43% deles) na América do Norte. Essa proporção foi um pouco menor que os 9% de 2018.
3) Qual é o seu gênero -- 8 (2%) usuários são mulheres, enquanto em 2018 eram 2 (3%). Nenhuma surpresa aqui, quando combinamos duas coisas extremamente masculinas (futebol, e reddit para brasileiros).
4) Qual é sua cor ou raça? -- Similar ao censo do /brasil que agora perdi o link, 275 (75%) dos usuários são brancos, 70 (19%) pardos, 12 (3%) negros, 6 (2%) asiáticos, 2 (1%) árabes e 1 indígena. Tanto aqui quanto no gênero a gente vê que a população do /futebol não é nem um pouco representativa da população brasileira em geral.
5) Qual é sua idade? -- Semelhante ao censo passado, a faixa etária mais comum é 23 a 27 anos com 138 (37%) usuários. Em seguida vem 18 a 22 anos com 114 (31%), 28 a 32 anos com 66 (18%) e menos de 18 anos com 25 (7%). Os 2 (1%) usuários mais velhos têm entre 43 a 47 anos.
6) Qual é o seu grau de escolaridade? -- 159 (43%) usuários atualmente cursam o ensino superior. 77 (21%) têm graduação completa, 33 (9%) estão cursando pós-graduação, e 32 (9%) têm pós-graduação completa. Acho que seria bom ter separado mestrado e doutorado nessa questão. Talvez seja uma ideia interessante pro próximo censo.
7) Se você cursou ou está cursando o Ensino Superior, qual é sua área de formação? -- Dos 307 respondentes, 64 (21%) fazem ou fizeram Engenharia, 58 (19%) ciências sociais ou humanas, 47 (15%) ciência da computação ou similares, 35 (11%) administração e negócios e 34 (11%) direito. Essa é um pergunta complicada de analizar porque muitas pessoas escreveram "Other: xx" quando talvez se encaixava numa das opções dadas.
8) Qual é sua situação no mercado de trabalho? -- 146 (40%) usuários apenas estudam, enquanto 94 (26%) estudam e trabalham, 91 (25%) só trabalham e 34 (9%) estão desempregado.
9) Qual é seu status de relacionamento? -- Confirmando um estereótipo do reddit, 256 (69%) usuários estão solteiros. 79 (21%) em um relacionamento estável, 26 (7%) casados e 7 (2%) noivos. Me pergunto qual as porcentagens pra população brasileira em geral pra essa faixa etária. PS: não leiam as respostas manuais.
10) Há quanto tempo você usa o reddit? -- 89 (24%) usuários usam o reddit há mais de 5 anos, enquanto 69 (19%) usam há entre 1 e 2 anos. Apenas 41 (11%) usam há menos de 1 ano, sendo 17 desses (41% dos 41) há menos de 6 meses.
Parte 2: Futebol Como Passatempo
11) Há quanto tempo você acompanha o /futebol? -- Curiosamente, ao contrário da última pergunta, a maioria dos usuários são novos no pedaço. 133 (36%) entre 1 e 2 anos, 90 (24%) entre 6 meses e 1 ano e 73 (20%) há menos de 6 meses. Apenas 39 (11%) estão aqui há mais de 3 anos.
12) Que tipo de usuário você é? -- Aqui a gente vê algo que já é conhecido no reddit afora. A regra de Pareto, 80% do conteúdo é criado por 20% dos usuários.
228 (62%) usuários lêem as threads e/ou comentários mas raramente fazem o próprio, enquanto que 110 (30%) escrevem comentários mas raramente criam threads. Sobram apenas 30 (8%) que criam threads com certa frequência.
13) Como você descobriu o /futebol? -- Essa foi uma das questões mais surpreendentes pra mim. 207 (56%) usuários descobriram o /futebol no /brasil ou em outro lugar do reddit, enquanto que 148 (40%) simplesmente digitaram futebol no reddit torcendo pra existir. Apenas 7 (2%) vieram aqui por indicação de um amigo, enquanto que só 3 (1%) acharam o /futebol pelo google.
Para os veteranos que lembram do golpe ano passado, imagina se a gente tivesse migrado pro /FutebolBR? Ia perder um monte do fluxo de novos usuários.
14) Quantas partidas você costuma assistir por semana? -- 181 (49%) usuários assistem futebol 1 ou 2 vezes por semana, enquanto que 104 (28%) assistem 3 ou 4 vezes por semana e 33 (9%) assistem entre 1 vez por mês e 1 vez por semana. Apenas 19 (5%) usuários assistem 7 vezes ou mais por semana, enquanto que só 6 (2%) nunca ou quase nunca assistem. Uma ideia pro próximo censo seria separar as opções por 1, 2, 3, etc. invés de "1 ou 2".
15) Como você mais costuma assistir as partidas em casa? -- 159 (43%) costumam assistir por streaming, enquanto que 90 (24%) pelo premiere, 63 (17%) por TV a cabo sem ser premiere e 45 (12%) por TV aberta.
16) Você assistiu a quantas partidas no estádio em 2019? -- 178 (48%) usuários não assistiu nenhuma partida no estádio em 2019, o que eu achei bem curioso. 84 (23%) assistiram a 1 uma 2 partidas e 37 (10%) assistiram a 3 ou 4 partidas. Surpreendemente, 40 (11%) assistiram a 9 ou mais partidas ano passado.
17) Você costuma assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando? -- Essa foi uma pergunta meio confusa que acho que precisa ser reformulada no próximo censo. Só não sei pra o que. Ainda assim, 188 (51%) usuários costumam assistir apenas jogo importante, enquanto que 138 (37%) aceitam assistir qualquer tipo de partida mesmo sem ser importante ou do seu time. 34 (9%) não costumam assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando.
18) Você acompanha as ligas nacionais de quais países? (Selecione todas que acompanhar) -- 321 (87%) acompanham o Brasileirão, 231 (63%) a inglesa, 135 (37%) a espanhola e 100 (27%) a alemã. Apenas 57 (15%) acompanham a liga francesa do Neymar, e só 22 (6%) não acompanha nenhuma liga.
Há algumas diferenças interessantes perante ao censo passado. O Brasileirão caiu por 12% (67 ou 99% dos usuários em 2018) e a francesa caiu por 40% (17 ou 25% dos usuários em 2018), enquanto a alemã aumentou em 69% (11 ou 16% dos usuários em 2018). Interessante também os usuários que acompanham as ligas do Japão, da Austrália e da Nova Zelândia.
19) Você costuma assistir campeonatos estaduais? Se sim, quantos jogos? -- 187 (51%) usuários assistem vários jogos, inclusive contra times menores, enquanto que 118 (32%) assistem apenas jogos importantes e 59 (16%) raramente ou nunca assistem, ou só assistem só a final.
20) Se você acompanha campeonatos estaduais, você acompanha os de quais estados? (Selecione todos que acompanhar) -- Pra surpresa de ninguém, o Paulistão é o estadual mais badalado com 191 (55%) usuários acompanhando. Porém, apesar de termos mais gaúchos do que cariocas, o Campeonato Carioca ganha audiência de 162 (47%) usuários enquanto que o Gauchão apenas 106 (31%). Faz sentido, pois tem muita gente de outros estados que torcem pra times cariocas, e também porque simplesmente é um estadual mais competitivo.
Talvez por motivos parecidos, 49 (14%) usuários acompanham o Campeonato Mineiro enquanto que só 28 (8%) acompanham o Paranaense. Apenas 4 estados, Acre, Alagoas, Piauí e Roraima têm seus estaduais completamente ignorados pelo /futebol. Os resultados são parecidos com 2018, porém na época haviam 10 estados com 0 espectadores.
21) Como você acha que devem mudar os estaduais? (Tente selecionar a opção mais próxima da sua ideia) -- Chegamos à primeira pergunta suculenta e polêmica do censo. Apesar de eu ter pedido pra selecionarem uma das opções, muita gente quis detalhar sua ideia, o que efetivamente vira um voto nulo pro censo. Mas tudo bem.
119 (categoria A, 32%) usuários acham que o formato atual tá bom como tá ou deve apenas ser levemente reduzido, enquanto que 89 (categoria B, 24%) acham que times grandes devem entrar direto no mata-mata e 145 (categoria C, 40%) acham que times grandes devem parar de disputar estaduais.
Algo interessante que já era de se esperar foi a correlação entre a frequência que a pessoa assiste estaduais e sua opinião sobre o atual formato. Dos 159 usuários que assistem vários jogos, 43% tem opinião na categoria A, 16% na B e 41% na C. Dos 127 usuários que assistem apenas jogos importantes e/ou clássicos, 27% pertencem à categoria A, 35% à B e 38% à C. Dos 54 usuários que raramente ou nunca assitem, 29% pertencem à categoria A, 17% na B e 54% na C. Nos números deste parágrafo foram ignorados os usuários que “votaram nulo” no censo.
Apesar de fazer sentido na minha cabeça, não pôde ser visto uma correlação entre o entusiasmo do usuário sobre futebol e sua opinião sobre o formato de estaduais (i.e. usuários que assistem 2 ou menos partidas de futebol por semana vs usuários que assistem 3 ou mais partidas por semana).
22) Enquanto continuar existindo estaduais no formato atual, você acha que clubes grandes deveriam disputar com força máxima ou com reservas/sub-23? -- Semelhante à última pergunta, 179 (49%) usuários querem força máxima em clássicos e decisões e sub-23 nos demais, 150 (41%) querem sub-23 sempre e apenas 33 (9%) querem força máxima sempre.
23) Antes da pandemia, você jogava futebol? -- 202 (55%) usuários não costumavam jogar. Até que faz sentido pela demografia (ou estereótipo) do reddit. 61 (17%) usuários jogavam menos de 1 vez por mês, enquanto 45 (12%) 1 vez por semana. Apenas 8 (2%) jogavam 3 vezes por semana ou mais.
24) Você costuma assistir futebol feminino? -- 249 (68%) usuários não assistem, enquanto que 101 (28%) assistem às vezes e apenas 12 (3%) assistem com certa frequência. Além disso, 4 usuários escreveram "somente olimpiadas ou copa do mundo".
25) Além do futebol, qual outro esporte você costuma assistir? (Selecione todos que assistir) -- Esse foi talvez o meu maior erro no censo. O Ayrton Senna tá se revirando no caixão, tadinho. Eu esqueci de incluir Fórmula 1! Num censo pra brasileiros! O esporte que eu vejo meu vô assistir todo domingo! Esqueci o Tênis tambem mas no Brasil esse é esquecível, azar. Em minha defesa eu ainda dei um google "esportes mais assistidos no brasil", mas só apareceu um monte de artigo sobre os esportes mais praticados.
Anyway, essa pergunta me surpreendeu um monte. O grande líder foi e-sports com 143 (39%) usuários dando audiência. Basquete veio em segundo com 131 (36%) e futebol americano em terceiro com 95 (26%), enquanto que 86 (24%) usuários só assistem futebol. Me surpreendeu também que os esportes que eu achava populares no Brasil, luta e vôlei, só tem 56 (15%) e 46 (13%) usuários assistindo, respectivamente. E o futsal que é o mais parecido com o futebol só tem 28 (8%) espectadores. Curiosamente, temos um usuário que assiste xadrez, um curling e um punhobol. Não me pergunta o que é isso. Also, tivemos 4 usuários que selecionaram tanto um esporte quanto “nenhum, só o futebol.” 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔.
No próximo censo, além de acrescentar Fórmula 1, acho que seria uma boa ideia separar e-sports em CS, LoL, DotA e FIFA/PES. Não sei se esses são o top 5 ou tem mais.
Parte 3: Futebol Como Paixão
26) Qual é o principal clube pro qual você torce? -- Essa pergunta foi bem interessante. Era óbvio que o Flamengo iria ganhar, por ter a maior torcida e tar em ótima fase. 71 (19%) tem o Flamengo como time principal. Mas a grande surpresa pra mim foi o Grêmio aparecer em segundo com 49 (13%), atropelando o Corinthians com seus 35 (10%). Tu pode pensar “faz sentido porque muita gente coloca o Corinthians como segundo time”, mas não, apenas 1 usuário colocou, enquanto 2 colocaram o Grêmio.
Fora isso, temos Inter e São Paulo empatados com 33 (9%), Palmeiras com 24 (7%) e Vasco com 20 (5%). O Atlético-MG com 15 (4%) tem quase o dobro que o Cruzeiro com 8 (2%). Isso pode ser um sintoma da fase horrível do Cruzeiro.
27) Aproximadamente o quão longe você mora do estádio do seu time? -- Outra surpresa, 114 (31%) usuários moram a mais de 500km do estádio do seu time. Apenas 77 (21%) moram a menos de 10km, enquanto que 60 (16%) moram entre 10km e 30km e 38 (10%) moram entre 30km e 100km.
28) Você se considera torcedor de dois clubes brasileiros? -- E aqui temos outra pergunta polêmica, que quer saber não apenas sim ou não como tambem tua opinião. Nessa, a descrição vai ser longa. Daqui em diante vou chamar os usuários que responderam sim de “bitorcedores.”
Superficialmente, apenas 59 (16%) usuários torcem pra dois clubes. 145 (39%) não mas respeitam, 72 (20%) não e nem tem opinião e 91 (25%) não e acham um absurdo. Mas a gente não vai parar na superfície.
Acho que todos nós esperávamos que o Flamengo seria o clube mais popular entre os bitorcedores. E de fato ele foi. Mas eu esperava que seria por uma diferença muito mais gritante. Apenas 12 dos 56 (21%) bitorcedores torcem pro Flamengo. Em segundo lugar vem o São Paulo com 9 (16%), e em seguida, de maneira surpreendemente, Grêmio e Inter empatados com o Corinthians com 7 torcedores cada (13%). Por outro lado, 2 (4%) bitorcedores torcem pro Santos, e 1 (2%) pra cada um de Cruzeiro e Atlético-MG. Segue a tabela completa mais pra baixo, mas antes disso deixa eu explicar ela melhor.
Comparando a quantidade de bitorcedores com o total de torcedores pra cada clube, vemos que a grande maioria (8 dos 13) tem entre 13% e 19% da sua torcida torcendo pra um segundo clube. A maior proporção foi do Athletico, onde 3 dos 11 (27%) torcedores torcem pra um segundo clube. Já as menores foram do Botafogo (0 dos 5) e Atlético-MG (1 dos 16, 6%). São Paulo tem 9 dos seus 38 (24%) torcedores torcendo pra outro time, enquanto o Santos tem 2 dos 8 (25%). Note que o Flamengo, alvo desse stigma, tem uma proporção normal, considerando que 12 dos seus 71 (16%) torcedores torcem pra um segundo time.
Por último, vemos a proporção de usuários por clube que acha um absurdo torcer pra 2 times. O Atlético-MG foi disparado o clube mais intolerante, onde 11 dos seus 16 (69%) torcedores acham um absurdo uma pessoa ter dois clubes do coração. Já o Athletico tem 5 dos seus 11 (45%) torcedores pensando dessa forma, enquanto o Flamengo tem 7 dos 76 (9%) e o São Paulo 3 dos 38 (8%) achando um absurdo torcer pra dois times. A tabela completa com toda essa informação para os 13 grandes aparece abaixo.
Time X Dos usuários que torcem pra 2 times, o número que torce pro time X Dos usuários que torcem pra 2 times, a % que torce pro time X Dos torcedores do time X, a % que torce pra 2 times Dos torcedores do time X, o número que acha um absurdo Dos torcedores do time X, a % que acha um absurdo Número total de torcedores do time X
Athletico 3 5% 27% 5 45% 11
Atlético-MG 1 2% 6% 11 69% 16
Botafogo 0 0% 0% 0 0% 5
Corinthians 7 13% 19% 8 22% 36
Cruzeiro 1 2% 13% 3 38% 8
Flamengo 12 21% 16% 7 9% 76
Fluminense 2 4% 17% 3 25% 12
Grêmio 7 13% 14% 17 33% 51
Inter 7 13% 19% 12 33% 36
Palmeiras 5 9% 19% 3 12% 26
Santos 2 4% 25% 1 13% 8
São Paulo 9 16% 24% 3 8% 38
Vasco 4 7% 16% 7 28% 25
29) Qual é o segundo clube (aquele que fica geograficamente mais longe de você) pro qual você torce? -- Essa pergunta ficou meio confusa porque usuários organizaram de forma diferente o primeiro e o segundo clube. Não sei como reformular ela no próximo censo. Talvez “qual é o segundo clube (aquele que for “maior”) pro qual você torce”?
De qualquer forma, as estatísticas interessantes já aparecem na última pergunta. Aqui, vemos que 275 (77%) usuários não têm segundo clube, enquanto 5 (1%) torcem pra cada um de Flamengo, Vasco, São Paulo e por incrível que pareça, Paysandu. Curiosamente, 3 (1%) escolheram o Milan.
30) Fora o maior rival, qual clube você mais quer ver perder? -- Outra pergunta suculenta sugerida por algum usuário aqui há muito tempo atrás. Essa também vai ter uma discussão enorme, então botem o cinto gurizada.
Superficialmente, pra surpresa de pouca gente, nós vemos o Flamengo sendo o clube mais desprezado do Brasil, com 96 (26%) usuários querendo vê-los perder. Curiosamente, isso é muito maior do que a quantidade de usuários que apenas querem o mal pro rival (60, 16%) e que não querem o mal pra ninguém (36, 10%). O Corinthians é claro vem em segundo com 60 (16%). Palmeiras tem 38 haters (10%) e São Paulo 14 (4%). Pra minha surpresa, apesar de todas suas falcatruas, Cruzeiro tem apenas 11 (3%) e Fluminense só 8 (2%). Meu tio sempre teve a opinião de que o pessoal fora do RS não gosta do Grêmio por considerar ele um time argentino, mas não vemos isso aqui. 0 usuários escolheram ele, enquanto apenas 2 (um torcedor do Caxias e outro do Grêmio) desprezam o Inter.
Mas podemos ir mais fundo. Primeiramente, tal como ilustrado acima, houve muitos usuários que selecionaram o nome do seu rival invés de selecionar “Apenas quero o mal pro meu rival.” Talvez fosse melhor reformular essa pergunta pra “qual clube de outro estado você mais quer ver perder.” Enfim, pra diminuir esse problema com os dados, eu editei cada usuário que escolheu o nome do seu rival para “apenas quero o mal pro meu rival.” Clubes gaúchos, mineiros e paraenses foram fáceis. Para os cariocas, eu considerei o Flamengo como rival de todos os outros três grandes, enquanto que o Vasco e Fluminense são simultaneamente rivais do Flamengo, mas o Botafogo não. Já em SP, o Corinthians, São Paulo e Palmeiras são simultaneamente rivais um do outro, enquanto o Santos ficou sem rival.
Levando em consideração apenas torcidas de tamanho médio (4 ou mais), sobram 351 usuários. As maiores diferenças são no Palmeiras e São Paulo. O primeiro caiu para 27 (8%) usuários que o desprezam, enquanto que o São Paulo caiu para 4 (1%).
Os clubes que mais desprezam o Flamengo são o Santos (6 dos 8, 75%), Atlético-MG (10 dos 15, 67%), e Palmeiras (14 dos 24, 58%). O único clube com muitos torcedores (10 ou mais) que não quer ver o Flamengo perder mais que todos os outros foi o Inter. 8 dos 31 (26%) colorados desprezam o Flamengo, enquanto que 17 (55%) despreza o Corinthians. Isso faz sentido, porque o Corinthians “roubou” um Brasileirão em 2005 enquanto o Flamengo meteu 5 a 0 no Grêmio ano passado.
Dos clubes com poucos torcedores, Ceará (0 dos 5) e Santos (0 dos 8) são os com mais desgosto no coração (0 torcedores “não querem o mal pra ninguém”), enquanto que Cruzeiro é o mais pacífico (3 dos 7, 43%). Dos clubes com muitos torcedores, Atlético-MG (0 dos 15), Athletico-PR (0 dos 11) e Inter (1 dos 31, 3%) são os com maior antipatia por outros clubes, enquanto que o São Paulo (4 dos 37, 11%) é o mais pacífico.
Segue a tabela completa para quem quiser ver. Para ler a tabela: 20% dos 15 torcedores do Atlético-MG, por exemplo, querem o mal apenas pro seu rival, 7% pra cada um de Corinthians e Fluminense e 67% pro Flamengo.
31) Fora o(s) seu(s) clube(s) do coração, com qual clube você mais simpatiza? -- Uma pergunta um pouco diferente da de dois torcedores. Temos usuários que torcem pra dois times e simpatizam com um terceiro. Temos usuários que torcem só pra um time mas simpatizam com outro. E temos usuários que não simpatizam com nenhum - especificamente, 103 (28%).
Dos times com simpatizantes, pra minha surpresa, a Chape ficou apenas em segundo com 22 (6%) usuários. O time mais simpático do /futebol é o Vasco com 26 (7%). O Bahia fecha o pódio com 19 (5%). Fora isso, podemos ver algumas curiosidades ao analizar mais profundamente.
Dos 86 torcedores da dupla grenal, 3 (3%) deles simpatizam com o arquirival, enquanto que 1 vai mais longe e considera o arquirival seu segundo time. Curiosamente, essa pessoa mora em Porto Alegre ou região (i.e., a menos de 10km do estádio). Nenhum dos 24 Cruzeirenses e Atleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Nenhum dos 20 Coritibanos e Athleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Dos 5 torcedores do Botafogo, 1 (20%) simpatiza com o Fluminense, enquanto que dos 76 torcedores do Flamengo, 1 simpatiza com o Botafogo. Curiosamente, 2 (3%) torcedores do Flamengo e 1 dos 25 (4%) torcedores do Vasco desprezam o Botafogo acima de todos os outros. Dos 38 torcedores do São Paulo, 3 (8%) simpatizam com o Santos, enquanto que dos 36 torcedores do Corinthians, 1 (3%) simpatiza com o Santos.
32) Você participa de alguma torcida organizada? -- Gostei dessa pergunta. E até fiquei surpreso com os resultados. Temos 9 (2%) usuários do sub que atualmente participam de uma torcida organizada. Além disso, temos 2 (1%) usuários que já participaram delas. Um falou que parou por “questões de tempo, responsabilidades e etc.” enquanto o outro comentou “acho que são importantes no estádio, mas a estrutura e cultura delas é lamentável” (eu gostaria de ouvir mais sobre isso).
Fora isso, 182 (49%) usuários responderam “não, e sou indiferente,” 93 (25%) “não, mas apoio elas,” 59 (16%) “não, e odeio elas” e 20 (5%) “não, mas tenho amigos que participam.” Dos usuários que escreveram sua propria resposta, um colocou “gosto da festa e não gosto da briga,” outro “não, mas sei que a maioria dos seus integrantes não são bandidos infiltrados,” mais um “não, e acho que as vezes atrapalham o futebol, porém algumas fazem um trabalho fenomenal (Fortaleza),” e por último “não participo, gosto da festa que fazem, mas são problemáticas na questão da violência.”
Parte 4: Futebol Como Profissão
33) Você já tentou seriamente virar jogador de futebol profissional? -- Uma pergunta interessante que eu não tinha muitas esperanças de receber um “sim”, mas ainda assim recebemos. 1 usuário conseguiu enquanto 24 (7%) tentaram mas não conseguiram. Outros 22 (6%) tiveram parentes que conseguiram. 318 (86%) simplesmente nunca tentaram.
Outra coisa interessante foram as respostas manuais. Um usuário escreveu “joguei em categorias de base mas nunca tive ambição,” outro “jogo nas categorias sub 17,” e o meu favorito, “não, mas tive um ex-colega que treinou no Internacional e teve chance de ir para o Real Madrid, mas foi tonto e perdeu a chance porque não quis ficar longe da família.” Imagina se o Messi tivesse pensado dessa forma. Imagina se tivesse alguém com ainda mais talento que o Messi mas que pensou dessa forma e o talento nunca floresceu. Perguntas interessantes.
34) Você já tentou ganhar a vida do futebol sem ser jogador, pelo menos por um tempo? Se sim, como? -- Pergunta parecida com a anterior, porém mais ampla. Ainda assim, não gostei dela. Ela teria que separar “tentei e não consegui” de “tentei e consegui,” e talvez “tentei, consegui, e continuo conseguindo.” Mas não tenho nem ideia qual o melhor jeito de fazer isso.
De qualquer forma, 344 (93%) usuários nunca tentaram. Dos 26 que tentaram, 10 (38%) foram como apostador, 5 (19%) como jornalista, 2 (8%) como técnico, 1 (4%) como dirigente e 1 como narrador. Nenhum usuário selecionou Youtuber da lista, mas um escreveu “além de Youtuber, também planejo ser Técnico ou Preparador.” Além disso, um usuário escreveu que já estagiou em medicina do esporte no Athletico, outro “Quadra de Futebol Society,” mais um “Faltou e-Sports aí na lista,” enquanto outro afirmou ser diretor do Criciúma!
Conclusão
Então é isso. Termina mais um censo do /futebol. Espero que vocês tenham achado interessante. Mas lembrem-se que não dá pra extrapolar muito os dados desse censo, e que a população do /futebol não é nada representativa da população de torcedores brasileiros de futebol. Agora pra sair outro censo acho que talvez só em 2022, então aproveitem esse.
submitted by Malarazz to futebol [link] [comments]


2020.09.05 18:25 andarilho93 Minha vida não tem motivo de ser

Antes que alguém venha falar que todas as vidas são "sem sentido" ou "sem propósito" ou que a vida "não tem sentido inerente", sei muito bem disso, e quem afirma ao contrário é um ingênuo. O sentido de ser a que me refiro é ocupação que motivo a permanecer. E ocupação aqui não me refiro apenas a trabalho, mas a toda e qualquer atividade que possa ser um motivante a dar a vida prazer. E antes que rebatam que não ter problemas maiores como filhos a sustentar nem familiar doente a que assistir, isso não condiz com a minha realidade atual, e não posso me sentir motivado a viver por minha vida não ter problemas de outros por que serei responsável futuramente (como um familiar adoecendo e ter que dar algum apoio se eu for requisitado). Também saber que tenho meus quatro membros sãos não faz de mim mais feliz, nem ter o que comer. Isso é o básico para ter dignidade, ainda que ter limitação física ou até mental não seja motivo de tornar alguém indigno. Indo ao ponto, não vejo motivos de ser porque minha vida carece de perspectivas atraentes. Não vejo motivo nem sequer porque estudar mais, trabalhar mais para ganhar mais dinheiro, e, infelizmente, nem mesmo na ocupação recreativa de estudar (se isso for possível) nem de trabalhar (se isso for possível). Não tenho vida social, nunca tive, e já estou chegando aos 30 anos. Nunca tive relacionamentos sexuais-afetivos, até porque tenho limitações físicas e mentais de me envolver afetivamente e sexualmente com pessoas. Antes que digam que tenho que tentar, tentei sim. Tentei ter relações afetivo-sexuais e foram experiências ruins para mim e para pessoa que teve a infelicidade de se relacionar comigo. Não consigo ter sexo, e em qualquer relação isso é o mais básico em um relacionamento. E ao mesmo tempo não sou assexual, apenas tenho dificuldades físicas e mentais para isso. Não tenho amigos, tenho sérias dificuldades em me aproximar de pessoas e conseguir estabelecer laços de amizade. Provavelmente tenho algo que se caracteriza como transtorno evitativo, e ansiedade social, fora a dificuldade de sentir excitação e divertimento. Não sei o que fazer. Devo me contentar com minha rotina, dos últimos 10 anos, de casa-trabalho-casa e ficar olhando coisas em uma tela? Trabalhar, pagar contas, comer, dormir, cagar, e apenas isso. Não consigo evitar o pensamento de quão patético tudo isso é. Não me suicido porque até o impulso suicida me falta. Tenho apatia emocional e isso de certa forma me faz evitar me suicidar. Mas também me prende numa condição imóvel e patética.
submitted by andarilho93 to desabafos [link] [comments]


2020.09.03 17:09 viado_aleatorio O DADDY PIDOFILU DO BOM RETIRO (um bairro da minha cidade)

 Olá Lubinhoo, gatas maraviwonderfull, edithores e turma que está a ler (ler mesmo pq eu acho q n vou pra turma feira... MATHEUS ME NOTA). Vamos lá, esse caso aconteceu durante uns dois meses mais ou menos sla. Eu sou o tipo de pessoa que passa tempo dms no Instagram, e um belo dia estava eu checando as poucas duas curtidas q eu tinha recebido e vi uma solicitação de mensagem. @fulano_que_eu_nao_vou_citar_um_nome: 
submitted by viado_aleatorio to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.02 02:23 pedrozinhu1902 Ela me iludiu, fodeu meu psicológico, e vc ainda tá defendendo ela? (é longa demais, mas vale a pena)

Oi Lubito, Luna, gatas, tia Carminha, tio Otto, Jean, 6º andar, papelões (RIP), Editheus, Tucho, e turma que está a ver, hoje vou contar uma das minha infinitas histórias, mesmo q eu só tenha 14 aninhus. A história se passa em momentos separados de fevereiro de 2019 até o carnaval desse ano, onde encontrei uma guria da minha sala, e ela perguntou pq eu n tava falando com a (vou expor mesmo) Bianca depois de tudo q eu fiz pra ela. Eu fiquei tipo excuse me wtf. Vamos voltar pra fevereiro de 2019, comecinho do ano letivo, e tb das aulas te teatro, onde eu conheci a Bianca. Em julho, uma amiga minha, (vamos chamá-la de Luna) me falou que ela gostava de mim, só q na época eu não sentia nada por ela. Em setembro, mudei de turma da escola, depois de uma crise de depressão que durou do fim de julho até começo de setembro (sofro da doença desde 2017, devido ao bullying que sofri naquela época e da morte do meu pai em 2013). A nova turma era a da Bianca (não gostava mais de mim na época), da Luna e da Farls (outra amiga minha importante pra história). Em outubro, eu comecei a gostar da Bianca, que era uma das minhas melhores amigas na época, mas comecei a evita-la pq doía estar perto dela. No meio de novembro, anunciaram um passeio pro Beto Carrero (bjos de floripa, lubixco) e seria numa quarta aleatória lá. Na segunda dessa semana, havia um "aulão", mas ninguém tava prestando atenção, e geral tava no celular, inclusive eu. Estava falando com um amigo, que tinha dormido na minha casa sábado, e falei pra ele que gostava da Bianca naquele dia. Como se já não fosse tudo ruim o suficiente, na festa de Halloween da galera eu ganhei uma pequena fama de juntar uns casaizinhos por aí, (quase nunca falhei kk) e como um bom amigo, esse cara, vamos chama-lo de Bombom, pediu minha ajuda pra ficar com a Bianca, SABENDO QUE EU GOSTAVA DELA. Fui falar com a Farls, pq sempre falo tudo pra ela. Ela não respondia por mensagem, então eu liguei pra ela no meio do aulão kk. Antes dela poder falar tp "alo", eu falei "Farls, o Bombom gosta da Bianca, q q eu faço?" Quando eu vejo, a Bianca tava sorrindo e feliz, quando eu percebi que a Farls tinha deixado o celular no fucking viva voz. O Bombom e a Bianca combinaram de ficar no Beto Carrero. Na terça, eu pedi pra Farls falar pra Bianca o seguinte: "tem certeza que quer ficar com o Bombom? Têm duas pessoas que podem se machucar com o isso. Eu não posso falar quem é, mas o Gordo (ela não realmente falou gordo, mas eu preciso de um nome falso pra mim mesmo) sabe e talvez ele te fale. Depois da aula, eu encontrei a Bianca e falei o seguinte: "então, uma das pessoas sou eu", e ela disse: "eu sei, mas eu quero saber quem é a outra pessoa". Basicamente ela tacou o fodase. Eu saí dali triste e tals. Chegou quarta e o passeio foi adiado por causa de chuva. Na data nova (segunda) eles não ficaram. Na quarta, depois do teatro, ela queria falar comigo, mas eu saí correndo. Quando cheguei em casa, vi que tinha uma mensagem dela dizendo que gostava de mim também. Fiquei feliz obviamente, falei no grupo de amigos que tinha criado p me ajudarem a superar isso tudo, foi dormir sorrindo. Aí chegou quinta, e ela me diz q também gosta de 2 outras pessoas (o Bombom e o Nicolas, tb nome falso). Falei no grupo, eles falaram pra ignorar e ficar c ela d qualquer jeito, na festa da turma, que eu tava organizando. No meio da festinha teve um verdade ou consequência, onde deu literalmente tudo errado. Caiu verdade pra mim, e a Farls perguntou se eu gostava da Bianca (que tava na roda), eu disse que sim. Aconteceu a mesma coisa com ela, que também disse que sim. MAS, aí uma guria drogada da minha sala, desafio a Bianca a dar um beijo nela mesma. Elas se beijaram, eu saí dali, e a Farls veio atrás, me acalmou, me explicou q tudo era só pelo jogo e tal, e que tava tudo bem. Tava tudo certo, eu e a Bianca íamos ficar, mas eu tava tendo um ataque cardíaco (bv é foda) e pedi um tempo pra me acalmar. Depois de 30 min, fui lá pra trás, num lugar onde o pessoal geralmente ficava, e esperei por ela. Depois de uns 20 minutos, ela aparece chorando, e eu, claro, fui muito atencioso, abracei ela e tudo. Aí a Farls aparece e fala o seguinte: "a Bianca tá chorando pq o Nicolas vai ficar com alguém". Eu só saí dali. Em conclusão, ela gostava mais dos outros dois do que de mim, enquanto eu amava ela. Ela falou pra um monte de gente uma versão completamente errada da história, onde eu fodi tudo. Hoje ela quer voltar a ser minha amiga, e eu só mando os amigos que a gente têm em comum tomar no cu, pq bloqueei ela e eles que passam recado.
Expliquei essa versão pra guria do carnaval, e ela falou q eu tava mentindo.
Depois dessa história eu provavelmente nunca vou confiar em alguém o suficiente e nunca vou me achar suficiente pra alguém gostar mais de mim do que de qualquer outra pessoa, e por causa disso vou morrer sozinho. Bjos Lubixco, e Bianca, se tiver assistindo, eu te odeio com o fundo do meu coração, aquele órgão que você destruiu de mim.
Edit: O Nicolas não ficou com a outra guria, pq ele gostava da Luna, que gostava do Bombom
submitted by pedrozinhu1902 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.01 22:58 girassol_12 Eu não vejo meus amigos desde março e minha mãe não quer me deixar vê-los.

Oi gente, tudo bem? Bom, os casos da doença aqui na minha cidade estão diminuindo cada vez mais e o parque daqui finalmente abriu. Eu e meus 3 melhores amigos (sendo eu a única menina) decidimos ir ao parque pra se reencontrar, estamos com muita saudades uns dos outros. Combinamos isso desde 12:00 e falamos que íamos às 17:00. Quando deu umas 16:30 minha mãe da um xilique falando coisas tipo “o que vc está indo fazer lá?” “pra que marcar isso bem hoje?...” e falou que se eu fosse, antes das 18:30 eu tinha que estar em casa. Fazem literalmente 6 meses que eu não vejo eles e eles são meu mundo. Eu tenho certeza que isso tudo é só por eu ser a única menina. Ela diz que confia em mim, mas quando tem que demonstrar confiança não deixa eu sair com amigos que são quase irmãos para mim. É muito difícil conviver com uma família tradicional. Agora só Deus sabe quando ela vai me deixar sair com eles de novo. Bom, foi só um desabafo que acabou com o meu dia.
submitted by girassol_12 to desabafos [link] [comments]


2020.09.01 01:06 MonsterKID-P Qual tipo de empresa abrir pós pandemia e durante a nova crise econômica?

Boa noite! Esse é meu primeiro post aqui.
Tenho um amigo de 20 anos que me pediu um conselho / ajuda...
Ele está na faculdade, procura emprego e não encontra. O pai dele passou a vida economizando e guardando dinheiro. Ele deu uma quantia para o meu amigo iniciar a vida dele.
O meu amigo não quer colocar em investimentos tipo CDB, Fundos, etc. E nem ficar vivendo desse dinheiro, porque afinal, um dia acaba.
Ele quer abrir uma empresa e quando concluir a faculdade sair do Brasil, deixando a empresa sendo gerida por outra pessoa e investir lá fora.
Eu entendo que estamos em um momento delicado e ele também entende.
Que tipo de negócio/empresa ele deveria abrir? Ele pretende abrir no primeiro semestre de 2021 e investir entre 200 a 500 mil reais.
Eu recomendei ele abrir um bar ou pub para a classe A/B, com algo a mais (talvez DJs com música eletrônica e uma seção de videogames). Atualmente moramos em Maceió/AL, uma cidade turística que está ganhando força no turismo mundial.
Andei conversando alguns donos de bares badalados da cidade (a ideia dele não é fazer um bar de esquina com mesa de plástico) e alguns tem um faturamento em torno de 300 mil por mês e a expectativa é que o faturamento caia em torno de 10% para o próximo ano em comparação com 2019.
Aluguéis e insumos também estão sendo negociados a valores mais baixos. Seria possível conseguir um desconto...
Mas vocês teriam dados/estatísticas/histórico do melhor setor a se investir durante uma crise (o que tem a menor perda?)
Eu estava vendo o top 500 durante recessão nos EUA em 2008 e o ramo de alimentação foi um dos que tiveram o menor impacto (McDonald's, etc) (me corrige se eu estiver errado).
Seria mais seguro investir em uma franquia?
Deixar o dinheiro em algum investimento até o Brasil sair da crise (daqui a 10/20/30 anos?)
Eu agradeço muito a atenção de todos daqui e espero que possam nos ajudar!
submitted by MonsterKID-P to investimentos [link] [comments]


2020.08.31 20:39 bernaferrari Minha experiência com Monetus, Warren, Easynvest e BTG.

Pessoal, tenho muitas contas em banco (Nubank, BB, Woop, Neon, Inter..) e corretoras (Monetus, Warren, Easynvest, BTG, XP, Clear..). Resolvi compilar e centralizar o que penso sobre essas quatro corretoras para facilitar a vida de vocês caso tenham dúvidas ou pensem em abrir conta ou recomendar para alguém.

Corretoras

Monetus

É minha opção #1 e recomendo para todos os amigos que querem investir em algo "simples", deixar dinheiro em um fundo, tirar da poupança, etc.

Coisas boas

Coisas ruins

EasyInvest

Sempre vejo vocês falando para "nunca confiar em corretora que tenta gamificar investimentos", porém minha experiência foi melhor que eu esperava.

Coisas boas

Coisas ruins

Warren

É legal? É. Dá pra confiar? Dá. Porém eles NÃO TÊM TRANSPARÊNCIA NENHUMAAAAAA. Porém, repito, SÃO BONS. É minha opção #2!

Coisas boas

Coisas ruins

BTG

Recomendado para pessoas com problema de ansiedade.

Coisas boas

Coisas ruins

Edit: Alguém perguntou da Vérios. Eles me bloquearam no Facebook porque eu comentei que outra corretora estava mais interessante que eles. Acho que eles nem têm app. O investimento inicial é 12 mil (em vez de 100 reais nas outras), e 25 mil se você quiser ações. Eles usam toda a infraestrutura da Rico, então funcionam mais como "um sistema de recomendação" que funciona em cima da Rico. Já que né, ela tem 500 opções e é difícil entender. É legal que mesmo eles não tendo app, aparece tudo no app da Rico. Mas não tenho conta ainda.
E por favor, ninguém pergunte sobre Banco Inter. Dá pra fazer um post desse tamanho só com os problemas do Banco Inter. Não recomendo pra ninguém.
submitted by bernaferrari to investimentos [link] [comments]


2020.08.31 05:18 _powerguido_ Senta que lá vem história

Ficamos juntos por 5 anos. E não foram 5 anos fáceis - minha ex namorada teve problemas que eu não sabia como ajudar. Ela era literalmente stalkeada por um ex colega de classe que simplesmente se apaixonou por ela e passou mais de dois anos perseguindo ela no trabalho, no mestrado, na academia. Chegou a conspirar com colegas da faculdade pra saber onde ela estava, quem eram as pessoas próximas dela. Tentou rapta-la, mais de uma vez. Subornou familiares para ficarem do lado dele. Pra ela, ele era só um cara que não sabia expressar os sentimentos bem. Se ele parou? Não. Mas reduziu a agressividade consideravelmente e hoje em dia se limita à "só" mandar um buquê de rosas no aniversário dela.
O cara já estava tão enraizado na vida dela antes de eu aparecer, que eu simplesmente não consegui convencer nem mesmo a minha ex de que ele era um cara realmente transtornado. O terror que era esse cara na vida dela só serviu pra agravar ainda mais o caso grave de ansiedade que ela tem. Vocês sabem o que é ver uma crise de ansiedade pela primeira vez, sem nem entender o que estava acontecendo? Mas uma crise grave mesmo, de fazer a pessoa chorar por duas horas sem parar, de ficar arranhando o corpo todo com as unhas e viver com hematomas nos membros do corpo por causa disso. E isso começou a ficar constante... uma hora eram uns arranhados no rosto, depois nas pernas. Até o dia em que eu fui ver ela e os dois antebraços estavam quase em carne viva.
E o pior, é que eu quase nem me lembro mais dessa época. Foi muito intenso e me afetou negativamente por muito tempo. Eu conseguia entender que um babaca machista se via no direito de perseguir uma mulher só porque ela não queria namorar com ele - mas meu deus do céu, eu com certeza não conseguia entender como ela mesma não via o quanto ela precisava de uma ajuda profissional por causa da influência negativa desse cara na vida dela (e por vários outros motivos que não valem nem a pena serem citados). Ela me usava como substituto pra tudo que ela não tinha na vida dela - um pai, um irmão, um psicólogo, um amigo. E eu me deixei levar, porque era ingênuo. Porque era meu primeiro namoro. Porque eu achava que eu podia consertar isso. "Depois das primeiras sessões no psicólogo ela vai perceber que esta fazendo bem pra ela", eu dizia pra mim mesmo. Passamos em tantos psicólogos, psiquiatras, gurus. Fizemos academia juntos, eu praticamente morava com ela e não ficava mais com minha família. Eu achava que eu podia dar um jeito na vida daquela menina.
E sinceramente? Eu podia mesmo. Eu não acho que falei alguma coisa errada pra ela em todo o tempo que estávamos juntos. Mas ela nunca me ouvia. E se ela ouvisse, talvez ela tivesse passado por essas situações com mais facilidade, nosso relacionamento teria tomado outros rumos e nós ainda estaríamos juntos. Mas não estamos, e quem está perdendo com isso é ela, porque ela não me superou com certeza. Ela mesma me fala isso.
Eu não acho que eu era um namorado incrível e maravilhoso. Eu nunca tive um carro pra conseguir dar um rolê com ela. Com meu dinheiro mal dava pra gente ir no cinema uma vez por mês. Mas cara, eu me esforçava tanto, tanto mesmo. Lembro que eu um dos dias dos namorados eu quase varei a noite fazendo uma carta à mão de umas 10 páginas, tinha vários desenhos coloridos, poemas apaixonados e promessas de amor. Ela achou ok. Gostou mais do bicho de pelúcia que eu também dei, que custou 10 reais e que claramente não tinha nenhum valor sentimental pra mim. É muito difícil lidar com um cara que persegue sua namorada, mas acho que é mais difícil quando sua própria namorada não dá valor pra como você expressa seu amor por ela.
Mas você leitor deve estar pensando "Mas você disse isso pra ela?" E a resposta é sim. Eu sempre fui sincero com ela, se algo me chateava, eu dizia. Nada do que eu estou escrevendo aqui é algum segredo pra ela. E eu achava que ela ia trabalhar essas informações pra criar um relacionamento mais confortável pra mim e pra ela. Mas ela escolheu ignorar.
Mas o motivo de eu estar escrevendo tudo isso mesmo na verdade é outro. A gente terminou, mas foi razoavelmente tranquilo e decidimos continuar nos falando. Nós dois somos adultos, não é porque discordamos de alguns pontos que precisamos deixar de apreciar a companhia um do outro pra todo o sempre.
E é aqui que sou obrigado a voltar pro começo do nosso namoro. Porque apesar de termos iniciado o namoro cada um com mais de 30 anos, perdemos a virgindade juntos. Crescemos sexualmente juntos. Aprendemos tanto juntos! Eu mais ainda, visto que era meu primeiro namoro. E eu reclamei muito aqui da minha ex (e ela realmente tem os defeitos muito marcantes dela), mas eu também preciso admitir que ela em muitos momentos foi tão minha parceira, minha confidente, minha amada. Eu passei calado por todas as situações que eu já descrevi aqui e muitas outras tão ruins quanto porque, no fundo mesmo, pra mim estava valendo a pena. A gente tinha intimidade, apesar da dificuldade extrema dela de se abrir pra mim. Eu estava sacrificando meu bem estar mental e físico para sustentar o nosso relacionamento.
Tanto que só perto do final do nosso relacionamento que ela assumiu pra mim a atração por outras mulheres. Eu entendo ela, tem gente que não reage bem à isso. Eu tenho certeza que a família dela não reagiria nada bem. Entendo que era um segredo que ela queria deixar só pra ela, e que mesmo com toda a intimidade sexual que a gente tinha, ela também tem o direito de manter coisas só pra ela. É justo.
Só que eu não fiquei com raiva, nem com medo de ela querer me trocar por uma mulher, nem tive essa ideia fetichizada de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Eu sou um cara hétero, mas eu acho o amor lésbico de uma sensibilidade e de uma beleza inexplicável. Eu sempre me sinto mais seguro perto de mulheres, sempre me conecto mais com elas. Desde pequeno eu gosto da presença feminina. Então a ideia de duas mulheres partilhando um relacionamento, parece uma coisa quase mágica pra mim. E de novo, não é nada sexual nem fetichizado, eu realmente só acho muito bonito mesmo. Então qual foi minha reação quando descobri que minha ex tinha vontade de viver isso que eu acho tão incrível? Incentivei ela à correr atrás disso.
Mas é claro que ela, criada numa família extremamente católica, iria simplesmente sair atrás de uma guria do dia pra noite. Foram meses de conversa, de aceitação da parte dela também, de entender que ela não era uma aberração da natureza porque sentia atração pelo mesmo sexo (e também pelo sexo oposto). Nossos últimos meses juntos foram repletos de muitas conversas relacionadas ao mundo LGBT+ e afins. Acho que nós dois também já sabíamos que as coisas não estavam mais super bem entre nós, e que era questão de tempo até a gente se separar. Nosso relacionamento estava bem desgastado mesmo. É estranho porque a gente consegue ser extremamente forte pra parceira quando ela precisa ir correndo pro hospital, ou tem uma crise de pânico, ou não se sente segura na rua e precisa que você pare o seu dia para fazer companhia à ela - mas parece perder a motivação quando essas situações se normalizam e você percebe que talvez aquela pessoa simplesmente não tem a proatividade de te mandar uma mensagem perguntando "como foi seu dia", e de alguma forma sempre está online no whatspp. Sim, nosso relacionamento acabou. E foi bom ter acabado. Eu precisava desse término, muito mais do que eu precisava de uma namorada.
Mas também é muito bom saber que aquela pessoa por quem você passou anos cultivando um sentimento também está vivendo a vida dela. É bom saber que dá pra gente marcar um dia pra devolver as roupas dela que ficaram aqui em casa, sem drama, sem dor de cabeça. Ela foi muito madura no término, eu também. De certa forma nosso namoro acabou, mas continuou como uma amizade - bem menos intensa, bem menos problemática, bem mais fácil de lidar. Mas também sem as partes boas, sem aquela sensação de que se está ajudando a pessoa. Mas é muito mais do que milhares de pessoas separadas têm hoje em dia. Não posso reclamar, eu tenho muita sorte.
Eu só queria mesmo poder partilhar com ela a experiência da descoberta homoafetiva dela. O que não vai acontecer, já que ela já deixou claro que não é obrigada a revelar nada da vida pessoal dela agora que nosso relacionamento terminou - e ela tem total razão nisso. Eu sei disso, eu concordo com isso, e ao mesmo tempo eu acho que ela está sendo tão injusta por me negar esse fato.
Eu sei que não justifica, mas eu me dediquei tanto ao nosso antigo relacionamento juntos. Tive que entender que eu não estava mais sozinho no mundo, eu tinha alguém pra dividir o mundo comigo. Eu tive que aprender a baixar minha guarda, contar o que me dava medo, me expor totalmente à alguém, me desconstruir inteiro. E isso é muito difícil pra mim. Eu sei que ela não me deve nada, e eu sei que eu sou um idiota por me apegar tanto à esse motivo tão besta. Mas isso é realmente importante pra mim. Tem uma coisa dentro de mim que é ansiosa em saber se minha ex está se sentindo acolhida por uma outra mulher, se teve uma boa primeira experiência. De novo, eu sei que soa muito trivial, mas é uma verdade tão grande dentro do meu coração que me faz querer chorar quando lembro que isso nunca vai acontecer.
E não tem nada que eu possa fazer a não ser aceitar. E é exatamente isso que eu venho tentado fazer, pelos últimos 6 meses.
submitted by _powerguido_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 02:42 sheisice A verdade sobre se importar com uma data de aniversário

Fiz anos ontem (dia 30 de agosto) e fiquei espantada com a quantidade de gente que se esqueceu de me dar os parabéns.
Não me interpretem mal, não fico ressentida se não me desejarem os parabéns, porque se formos a ver, para eles é só um dia normal e não tem mal nenhum nisso. Mas agora percebo que a maioria dos meus amigos que me davam parabéns apenas davam quando eu anunciava no Instagram ou quando avisava semanas antes para não se esquecerem da data.
Este ano decidi não fazer nenhuma dessas coisas. Como eliminei a minha conta do instragram e deixei de avisar com antecedência aos esquecidos, queria ver se os meus amigos se lembrariam. Óbvio que me iludi! Fiquei espantada com quem me mandou e com quem se esqueceu. Percebo agora que cada pessoa tem a vida demasiado ocupada parar se lembrar de aniversários. Talvez já não seja como antes, quando ainda estávamos todos na escola, ocupados com outras coisas menos importantes do que agora, no início da vida adulta.
Enfim...o dia passou e foi normal. Eu não posso exigir que me dêem parabéns mas ainda tentei depois relembrar a alguns de que fiz anos. Nem sei pra quê que fiz isso. Pareço carente, desculpem, foi só um desabafo.
A verdade é que damos muito importância a esse dia. É um direito nosso mas também não muda muita coisa pois no dia seguinte será mais um dia do ano.
submitted by sheisice to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 00:32 pqamarks Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância

Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância
A “agnotologia” é o estudo da produção cultural da ignorância. Um exemplo de produção e difusão cultural da ignorância é a forma como a pandemia foi tratada pelo presidente Bolsonaro e grupos bolsonaristas.
Essa ignorância é promovida diariamente a partir do negacionismo científico de grupos favoráveis ao governo e que têm grande poder de influência através de redes sociais. Visitando páginas de sites como Youtube, Twitter, Facebook, entre outras, é possível verificar inúmeras publicações que distorcem dados, mentem e bestializam o público-alvo. Essas postagens, no contexto da pandemia, insistem em negar e, posteriormente, ignorar a gravidade da crise sanitária e a efetividade do isolamento social. Nestes tweets, vídeos do YouTube, posts do Facebook, etc, encontra-se espaço para a difusão irresponsável de teorias da conspiração e fake news que, finalmente, acabam resultando na morte da população brasileira, graças a uma forma de populismo digital.
A desinformação promovida por esses grupos leva ao descrédito da gravidade da pandemia, assassinando indiretamente várias pessoas que deixam de seguir as recomendações de isolamento social, já que acreditam em dados equivocados que são divulgados irresponsavelmente. A obviedade de que sair de casa leva as pessoas ao contágio, fazendo com que elas se tornem vetores (muitas vezes até assintomáticos) e levando indivíduos do grupo de risco a óbito é relativizada. As evidências facilmente encontradas em livros de epidemiologia e virologia são desprezadas e os mecanismos de transmissibilidade do vírus, descritos na literatura médica, são sempre relativizados, quando não são negados.
Um exemplo de desinformador das massas é o “médico” Osmar Terra, que se posicionou contra o fechamento de escolas, desprezando os mecanismos de circulação do vírus e a possibilidade de contágio a partir das idas às salas de aula, como foi confirmado posteriormente em estudo da Escola Médica de Harvard. Em abril, chegou a dizer que a epidemia em São Paulo terminaria em 30 dias. Em maio, negou a efetividade da quarentena e das medidas de isolamento social, publicando um estudo baseado em resultados de testes rápidos, que podem ter até 75% de erro, gerando vários falsos negativos nos testes rápidos de IgG. Não obstante, os autores do estudo deixaram claro que esses dados eram provisórios e nem ao menos citaram a quarentena no artigo. O maior problema disso é ver a opinião geral e observar que a grande maioria de seus seguidores nem ao menos se deu ao trabalho de ler o artigo, simplesmente concordando com o que foi publicado, o que confirma a produção e difusão de ignorância por parte de grupos bolsonaristas.
Outro exemplo é o grupo “Médicos Pela Liberdade”, que diariamente produz propaganda bolsonarista, pede a abertura das escolas, questiona as medidas de isolamento social, critica o uso de máscaras, etc, desprezando vários casos de contato social que infelizmente levaram pessoas a óbito e sendo cúmplice da necropolítica instaurada pelo atual governo. É rotineiro que esses “médicos” façam propaganda das ideias do guru Olavo de Carvalho, idolatrado pelos bolsonaristas. Aliás, é lamentável que “médicos” elogiem alguém que, no início da pandemia, negou as mortes por coronavírus, mentindo descaradamente e que se posiciona contrariamente às vacinas. A existência dessa página é um grande desserviço à saúde pública e, sem dúvida alguma, é um imenso desatino algum profissional de saúde se posicionar a favor de tantas insanidades. Esses "Médicos Pela Liberdade" são uma vergonha para a classe médica e a atuação deles frente à pandemia vai totalmente contra aquilo que está no Código de Ética Médica. Segundo o Art. 112 do Capítulo XII (Publicidade Médica), "É vedado ao médico: Divulgar informação sobre assunto médico de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico", o que mostra que esses "médicos" não lutam pela vida, mas sim pela idolatria a um populista criminoso e incompetente. Aliás, no Capítulo XII é possível identificar várias outras quebras do CEM por parte desse grupo cujas atitudes são incompatíveis com os princípios da boa medicina.
O trabalho de Bernardo Küster, assim como os outros exemplos citados, minimiza a perda de vidas humanas (e ainda tem a cara de pau de se dizer "cristão") e desinforma milhares de pessoas diariamente propagando ideias anti-científicas, que inclusive são compartilhadas pelo filho do presidente, como é possível ver na imagem a seguir, publicada no artigo:

A produção da ignorância nas redes sociais bolsonaristas. Fonte: imagem obtida na rede social Facebook (2020).
O objetivo desta publicação é, obviamente, ridicularizar as medidas de isolamento social, produzindo ignorância em massa de forma muito rápida, através de publicações curtas. E o que é mais preocupante: é possível ver que, no momento em que o printscreen foi tirado, houve 3,5 mil compartilhamentos e, desses mais de 3 mil compartilhamentos, aqueles que se encontram nas listas de amigos das pessoas que compartilharam a publicação também compartilharam as publicações, levando a um efeito de “viralização”, literalmente, já que este post com certeza fez diversas pessoas se infectarem com o vírus, levando outros indivíduos a óbito, configurando um efeito em cascata, tanto digital, quanto biológico.
O aumento de óbitos foi gigantesco, mas foi negado pelos difusores de ignorância, como pode-se ver no infame Jornal “Brasil Sem Medo”, que inclui Bernardo Küster e Olavo de Carvalho entre os autores. Alguns dias depois da publicação da mentirosa matéria “A pandemia que não aumenta o número de mortos”, as informações foram refutadas por uma agência de fact-checking. Inclusive é possível verificar os números do genocídio presenciado em 2020 na própria fonte citada pelo jornaleco conservador de quinta categoria, com um aumento de mais de 70 mil óbitos em relação a 2019. Acessando o site do Portal da Transparência, vê-se que estamos tendo um verdadeiro massacre da população brasileira. Só de 16/3 a 03/8, em comparação entre 2019 e 2020, já vemos respectivamente 466.610 e 545.384 mortes, ou seja, um aumento de 78.774 mortes de 2019 para 2020, com números passíveis de mudança, já que o site do Registro Civil é dinâmico e as certidões de óbito demoram semanas para serem registradas. Enfim, no dia em que este texto foi escrito, esses eram os números, o que infelizmente mostra a grande derrota do Brasil contra a pandemia.
Em 2019, é possível ver que 652 pessoas morreram por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Em 2020, o número de óbitos por SRAG subiu para 11.123, aumentando em mais de 15 vezes. Isto é, obviamente, resultado da falta de testes e confirmações de óbitos por COVID-19, graças à incompetência do governo que não tem um ministro da saúde há mais de 100 dias.
Outro ponto importante a ser discutido é a mentalidade paranoica dos bolsonaristas, que tanto temem uma “conspiração globalista da esquerda”, inclusive se negando a chamar o vírus pelo nome correto (que, de acordo com toda a literatura médica e bibliografia oficial, é o coronavírus, ou SARS-CoV-2), mas sim de “vírus chinês”, o que mostra o anseio de relativizar e reescrever a história. Imagina-se que o “comunismo internacional” está por trás da pandemia e que há um grande plano mundial de dominação do Brasil e destruição do governo Bolsonaro, inclusive com possibilidade de a China ter “criado o vírus em laboratórios”, copiando a narrativa republicana dos Estados Unidos, uma vez que o comportamento dos apoiadores de Donald Trump se assemelha bastante àquele dos bolsonaristas. Ambas narrativas propagam a ideia de que a extrema-direita é anti-establishment e que existe “um outro lado da história” que é censurado pela comunidade científica e pela mídia tradicional. Essa visão distorcida da realidade despreza fatos comprovados a partir de estudos de coorte, ensaios clínicos e revisões sistemáticas, que são estudos de alto grau de evidência, e que comprovam a eficiência das vacinas, as mudanças climáticas, a teoria da Evolução, o heliocentrismo e, inclusive, que a Terra não é plana (chega até a ser engraçado escrever isso). A Pirâmide de Evidência ilustra bem os níveis de evidência científica:

Vale lembrar que \"opinião de experts\" está na base da pirâmide.
Por fim, conclui-se que o bolsonarismo é uma complexa rede de produção de ignorância operada por meios digitais. Essa rede nega a complexidade dos fatos e a verificação daquilo que é publicado, utilizando métodos que induzem os leitores ao fanatismo a partir de mensagens rápidas que permitam que seus seguidores repitam palavras-chave, tais como “vírus chinês”, “Olavo tem razão”, “Osmar Terra tem razão”, “Bolsonaro tem razão”, entre outras sandices, sempre desprezando o senso crítico e apenas repetindo frases prontas. É um grande desafio para as ciências sociais, bem como para as ciências médicas, combater essa perigosa mentalidade que já levou pessoas a invadirem hospitais devido a falas proferidas por Bolsonaro e até a agressões físicas a profissionais de saúde. O bolsonarismo assumiu todas as características de uma seita cujos membros estão dispostos a seguir seu líder incondicionalmente, até a morte.
Me baseei no artigo Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância, cujo autor é o Jean Miguel, para a escrita desse texto.
submitted by pqamarks to brasil [link] [comments]


2020.08.31 00:22 pqamarks Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância

Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância
A “agnotologia” é o estudo da produção cultural da ignorância. Um exemplo de produção e difusão cultural da ignorância é a forma como a pandemia foi tratada pelo presidente Bolsonaro e grupos bolsonaristas.
Essa ignorância é promovida diariamente a partir do negacionismo científico de grupos favoráveis ao governo e que têm grande poder de influência através de redes sociais. Visitando páginas de sites como Youtube, Twitter, Facebook, entre outras, é possível verificar inúmeras publicações que distorcem dados, mentem e bestializam o público-alvo. Essas postagens, no contexto da pandemia, insistem em negar e, posteriormente, ignorar a gravidade da crise sanitária e a efetividade do isolamento social. Nestes tweets, vídeos do YouTube, posts do Facebook, etc, encontra-se espaço para a difusão irresponsável de teorias da conspiração e fake news que, finalmente, acabam resultando na morte da população brasileira, graças a uma forma de populismo digital.
A desinformação promovida por esses grupos leva ao descrédito da gravidade da pandemia, assassinando indiretamente várias pessoas que deixam de seguir as recomendações de isolamento social, já que acreditam em dados equivocados que são divulgados irresponsavelmente. A obviedade de que sair de casa leva as pessoas ao contágio, fazendo com que elas se tornem vetores (muitas vezes até assintomáticos) e levando indivíduos do grupo de risco a óbito é relativizada. As evidências facilmente encontradas em livros de epidemiologia e virologia são desprezadas e os mecanismos de transmissibilidade do vírus, descritos na literatura médica, são sempre relativizados, quando não são negados.
Um exemplo de desinformador das massas é o “médico” Osmar Terra, que se posicionou contra o fechamento de escolas, desprezando os mecanismos de circulação do vírus e a possibilidade de contágio a partir das idas às salas de aula, como foi confirmado posteriormente em estudo da Escola Médica de Harvard. Em abril, chegou a dizer que a epidemia em São Paulo terminaria em 30 dias. Em maio, negou a efetividade da quarentena e das medidas de isolamento social, publicando um estudo baseado em resultados de testes rápidos, que podem ter até 75% de erro, gerando vários falsos negativos nos testes rápidos de IgG. Não obstante, os autores do estudo deixaram claro que esses dados eram provisórios e nem ao menos citaram a quarentena no artigo. O maior problema disso é ver a opinião geral e observar que a grande maioria de seus seguidores nem ao menos se deu ao trabalho de ler o artigo, simplesmente concordando com o que foi publicado, o que confirma a produção e difusão de ignorância por parte de grupos bolsonaristas.
Outro exemplo é o grupo “Médicos Pela Liberdade”, que diariamente produz propaganda bolsonarista, pede a abertura das escolas, questiona as medidas de isolamento social, critica o uso de máscaras, etc, desprezando vários casos de contato social que infelizmente levaram pessoas a óbito e sendo cúmplice da necropolítica instaurada pelo atual governo. É rotineiro que esses “médicos” façam propaganda das ideias do guru Olavo de Carvalho, idolatrado pelos bolsonaristas. Aliás, é lamentável que “médicos” elogiem alguém que, no início da pandemia, negou as mortes por coronavírus, mentindo descaradamente e que se posiciona contrariamente às vacinas. A existência dessa página é um grande desserviço à saúde pública e, sem dúvida alguma, é um imenso desatino algum profissional de saúde se posicionar a favor de tantas insanidades. Esses "Médicos Pela Liberdade" são uma vergonha para a classe médica e a atuação deles frente à pandemia vai totalmente contra aquilo que está no Código de Ética Médica. Segundo o Art. 112 do Capítulo XII (Publicidade Médica), "É vedado ao médico: Divulgar informação sobre assunto médico de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico", o que mostra que esses "médicos" não lutam pela vida, mas sim pela idolatria a um populista criminoso e incompetente. Aliás, no Capítulo XII é possível identificar várias outras quebras do CEM por parte desse grupo cujas atitudes são incompatíveis com os princípios da boa medicina.
O trabalho de Bernardo Küster, assim como os outros exemplos citados, minimiza a perda de vidas humanas (e ainda tem a cara de pau de se dizer "cristão") e desinforma milhares de pessoas diariamente propagando ideias anti-científicas, que inclusive são compartilhadas pelo filho do presidente, como é possível ver na imagem a seguir, publicada no artigo:

A produção da ignorância nas redes sociais bolsonaristas. Fonte: imagem obtida na rede social Facebook (2020).
O objetivo desta publicação é, obviamente, ridicularizar as medidas de isolamento social, produzindo ignorância em massa de forma muito rápida, através de publicações curtas. E o que é mais preocupante: é possível ver que, no momento em que o printscreen foi tirado, houve 3,5 mil compartilhamentos e, desses mais de 3 mil compartilhamentos, aqueles que se encontram nas listas de amigos das pessoas que compartilharam a publicação também compartilharam as publicações, levando a um efeito de “viralização”, literalmente, já que este post com certeza fez diversas pessoas se infectarem com o vírus, levando outros indivíduos a óbito, configurando um efeito em cascata, tanto digital, quanto biológico.
O aumento de óbitos foi gigantesco, mas foi negado pelos difusores de ignorância, como pode-se ver no infame Jornal “Brasil Sem Medo”, que inclui Bernardo Küster e Olavo de Carvalho entre os autores. Alguns dias depois da publicação da mentirosa matéria “A pandemia que não aumenta o número de mortos”, as informações foram refutadas por uma agência de fact-checking. Inclusive é possível verificar os números do genocídio presenciado em 2020 na própria fonte citada pelo jornaleco conservador de quinta categoria, com um aumento de mais de 70 mil óbitos em relação a 2019. Acessando o site do Portal da Transparência, vê-se que estamos tendo um verdadeiro massacre da população brasileira. Só de 16/3 a 03/8, em comparação entre 2019 e 2020, já vemos respectivamente 466.610 e 545.384 mortes, ou seja, um aumento de 78.774 mortes de 2019 para 2020, com números passíveis de mudança, já que o site do Registro Civil é dinâmico e as certidões de óbito podem demorar para serem registradas. Enfim, no dia em que este texto foi escrito, esses eram os números, o que infelizmente mostra a grande derrota do Brasil contra a pandemia.
Em 2019, é possível ver que 652 pessoas morreram por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).
Em 2020, o número de óbitos por SRAG subiu para 11.123, aumentando em mais de 15 vezes. Isto é, obviamente, resultado da falta de testes e confirmações de óbitos por COVID-19, graças à incompetência do governo que não tem um ministro da saúde há mais de 100 dias.
Outro ponto importante a ser discutido é a mentalidade paranoica dos bolsonaristas, que tanto temem uma “conspiração globalista da esquerda”, inclusive se negando a chamar o vírus pelo nome correto (que, de acordo com toda a literatura médica e bibliografia oficial, é o coronavírus, ou SARS-CoV-2), mas sim de “vírus chinês”, o que mostra o anseio de relativizar e reescrever a história. Imagina-se que o “comunismo internacional” está por trás da pandemia e que há um grande plano mundial de dominação do Brasil e destruição do governo Bolsonaro, inclusive com possibilidade de a China ter “criado o vírus em laboratórios”, copiando a narrativa republicana dos Estados Unidos, uma vez que o comportamento dos apoiadores de Donald Trump se assemelha bastante àquele dos bolsonaristas. Ambas narrativas propagam a ideia de que a extrema-direita é anti-establishment e que existe “um outro lado da história” que é censurado pela comunidade científica e pela mídia tradicional. Essa visão distorcida da realidade despreza fatos comprovados a partir de estudos de coorte, ensaios clínicos e revisões sistemáticas, que são estudos de alto grau de evidência, e que comprovam a eficiência das vacinas, as mudanças climáticas, a teoria da Evolução, o heliocentrismo e, inclusive, que a Terra não é plana (chega até a ser engraçado escrever isso). A Pirâmide de Evidência ilustra bem os níveis de evidência científica:
Vale lembrar que \"opinião de experts\" está na base da pirâmide.
Por fim, conclui-se que o bolsonarismo é uma complexa rede de produção de ignorância operada por meios digitais. Essa rede nega a complexidade dos fatos e a verificação daquilo que é publicado, utilizando métodos que induzem os leitores ao fanatismo a partir de mensagens rápidas que permitam que seus seguidores repitam palavras-chave, tais como “vírus chinês”, “Olavo tem razão”, “Osmar Terra tem razão”, “Bolsonaro tem razão”, entre outras sandices, sempre desprezando o senso crítico e apenas repetindo frases prontas. É um grande desafio para as ciências sociais, bem como para as ciências médicas, combater essa perigosa mentalidade que já levou pessoas a invadirem hospitais devido a falas proferidas por Bolsonaro e até a agressões físicas a profissionais de saúde. O bolsonarismo assumiu todas as características de uma seita cujos membros estão dispostos a seguir seu líder incondicionalmente, até a morte.

Me baseei no artigo Coronavírus, bolsonarismo e a produção da ignorância, cujo autor é o Jean Miguel, para a escrita desse texto.
submitted by pqamarks to coronabr [link] [comments]


2020.08.30 23:55 le_demarco Tomar no meio do cu de vcs que tão saindo. (bem generico mas foda-se eu to puto (contem linguajar colorido))

Honestamente vai tomar no meio do cu, eu to em casa a exatas 25 semanas (175 dias), não saio pra porra nenhuma, não vou ao mercado pq um familiar meu vai, não vou a farmacia, não vou a lugar nenhum (as vezes saio de casa de carro mas só uma vez por semana e nunca é nada de mais) e se eu sair e pegar corona por exemplo eu me fodo pq sou asmatico e vivo com gente que é grupo de risco, então sair não é uma opção. MAS todo mundo, e eu repito TODO MUNDO tá saindo aqui tlgd todo mundo tá saindo, seja meu vizinho, mas principalmente, meus colegas e amigos, eles saem pra restaurante, pra festa, pra parque, pra merda toda. E depois entram na porra do Instagram e do facebook e postam ali OH FICA EM CASA, PRO BEM DE TODOS! Sendo que eles que tão saindo, sendo que eles saem com a mascara no queixo, sendo que eles fazem festinha ilegal. O foda é que eles me convidam, claramente eu recuso, mas é foda tu sair de casa de carro num domingo e ver uma praça com gente pra caralho sem distanciamento nenhum, sem mascara e sem fiscalização e ver teus amigos lá tirando foto juntos e se divertindo enquanto você fica em casa sem poder sair. Outra coisa que me deixa muito putinha é o fato de não acontecer NADA com eles ou com a família deles, não sou de desejar o mal a ninguem mas toma no cu eles só saem pq ngm da familia deles ou proximos deles pegaram covid e morreram... Toma no cu :) bando de hipocrita do caralho...
EDIT: WOW! Essa repercussão é muito importante! Agradeço a todos que estão contribuindo, seguinte queria esclarecer umas paradas: *Se você está trabalhando, tudo bem! Saia com cuidado! Não tenho problemas com pais e mães botando comida na boca da família :P, mas vc que sai para fazer uma "reze" com 30 pessoas vc tem que ir pra puta q pariu! *Valeu pra quem deu os award!
EDIT 2: Vim pedir na humildade, não fiquem entrando no meu perfil, mandando mensagem privada ;)
submitted by le_demarco to desabafos [link] [comments]


2020.08.30 20:48 lamentador20 Meu pai e minha madrasta são dois viciados de merda

Nunca mais volto aqui e foda-se. Tenho que me afastar do que me faz mal. Faltou pouco para eu não morrer ontem, fiz muita bosta e hoje to colhendo o resultado, corpo cansado, vontade de morrer e a solidão vão me atormentar até eu apagar de noite (que pena que não tem rivotril aqui), que na verdade acho que nem vou dormir aqui, vou voltar para o colo da minha mãe, e ainda vou pedir um cafuné.
Vai tomar no cu, os caras fumaram uns 7 MAÇOS DE CIGARRO+ (4 pessoas) numa noite e cheiraram por volta de 400 reais de cocaína (não me ausento desse último, mas por mais que eu fale eles não param, e quando eu vou dormir minha madrata fica choramingando, falando que eu não gosto dela, não to gostando de ficar ali, PORRA EU TO DESDE AS 6 HORAS DA AMANHA ACORDADO, UMA HORA O CÉREBRO TRAVA, TENHO 30 ANOS A MENOS QUE VOCÊS, MAS EU TENHO CONSCIÊNCIA, NÃO QUERO MORRER CEDO IGUAL VOCÊS VÃO SE CONTINUAREM NESSE RITMO [só falta a coragem para falar isso]).
Ai minha madrasta (minha madrasta é uma otária, tá sustentando meu pai por 3 anos, e depois vem ficar choramingando comigo, PORRA FALA COM ELE... [ps : se não fosse ela não sei o que seria do meu pai, a situação dele depois de terminar com minha mãe tava deplorável, nem quero entrar no assunto porque tenho vergonha, acaba que ela tá "ajudando" muito meu pai e a minha avó, que não tem mais condição de ficar tomando contando de veio de cabelo branco drogado dentro do quarto] vem se fazer de santa falando que meu pai faz dívida e não sei o que (infelizmente ela tem razão, porque meu pai pega MUITA COISA, e sobra pra ela pagar, muitas das vezes), mas ela usa também caralho, e fica toda hora pedindo para colocar. Já sei a muito tempo que meu pai é um merda (por mais que seja gente boa, as atitudes dele são de um verdadeiro babaca filho da puta [desculpa vó])
Ela é uma pessoa muito bondosa e caridosa, sempre quer ajudar os outros e sempre me acolhe muito bem, mas essa merda de cocaína é foda. Durante a semana são outras pessoas, ai chega final de semana ficam virados achando que são o supermen, chega no domingo catarrada comendo solta, dor de cabeça, não conseguem comer, não sossegam um minuto, andação de um lado para o outro igual um zumbi e só reclamam um com o outro. E eu aqui ouvindo tudo. Minha madrasta é tão carente que se eu for embora hoje ela começa a chorar, falar que eu não gosto dela, que não sei o que. Amanha 7hrs da manha to metendo o pé e foda-se, se bobear vou nem me despedir. Sempre que eu volto aqui é essa mesma merda, não sei como minha mãe ficou 30 anos com meu pai, minha mãe é foda para caralho, tenho que me espelhar nela, e não na mula do meu pai. A galera reclama de pai careta, eu reclamo de um pai doidão, que pode morrer a qualquer momento com overdose de uma merda de droga (sendo que o otário trabalhou de terapeuta de drogas quase a vida toda). Vai tomar no cu e foda-se todo mundo, desculpa, mas hoje eu to muito triste, fui muito burro ontem, nunca mais uso essa merda e espero não ver meu pai nem minha madrasta tão cedo. Já começaram a discutir aqui por maluquice de minha madrasta enquanto eu escrevia essa merda. Me desculpem por terem lido essa merda, não tenho coragem de desabafar isso com meus amigos, então sobra para vocês.
submitted by lamentador20 to desabafos [link] [comments]


2020.08.30 04:37 Fimose_8 18 anos e um mês de pura, extrema tristeza e desprezo pela vida

Cada ano que se passa, eu tento entender o pq da minha vida ser tão fria e triste, n tem nada de feliz pra falar, uma risada ou uma festa. Dormir triste e acorda morto, me sinto culpado por tudo, morte do meu pai (padrasto) e a perda dos meus amigos, fui muito chato e mimado, preferi esconder oq sentia pra ver certas pessoas felizes e esqueci de mim, e no final fui tratado como objeto descartável e sem valor mas eu acho q tenho valor, n e todo mundo que acorda mal e consegue colocar um sorriso na cara, pra tentar alegrar alguém que esta "triste". "Triste" pq n tem dinheiro pra comprar uma pizza, e eu triste pq n pude curar quem eu amava, eu via ela chorando por besteira, coisas que podiam ficar de lado mas eu dava importância pq eu sei que pra mim, um grito n pode ser nada mas pra alguns pode ser uma facada, um olhar pode ser um tiro mas vir na minha cara e dizer que esta cansado?! eu n tive chance de falar q tava cansado de ter que acordar e olhar pra uma pessoa completamente egoísta, q só queria ficar feliz sem se importar com o sentimento do próximo, pedir coisas q n podia dar como a desgraça de uma merda de uma pizza, pq sou pobre fodido, acordei cedo pra entregar currículo pra dar a desgraça da pizza q vivia me pedindo. Estava cansado de chorar por n poder dar oq ela queria, pra dias depois ter que escutar e ler coisas horríveis, levar um tapa na cara e fingir ter levado na brincadeira. Já tem quatro dias que n sinto vontade de comer nem de dormir, a exatamente 30 minutos tive que comer por comer(não queria passar mal na frente da minha mãe), n sinto gosto de nada, passei umas horas assistindo com a minha mãe pq me sinto culpado, ela ter que me ver desse jeito, ela n merece mas eu tentei dar risada mas n vinha nada. Tenho muitas coisas pra falar mas não sei quem iriar querer ler, como muitos dizem, sou apenas um mlk mimado que recebe comida na boca.
submitted by Fimose_8 to desabafos [link] [comments]


Grandes Talentosos Que Estão em Alta - Criatividade das ... SALVE O MUNDO (AO VIVO) - YouTube AMIGOS NÃO TEM DEFEITOS - YouTube A menina que não tinha amigos EP.1 (meepcity) - YouTube FORTNITE SALVE O MUNDO 18(AO VIVO) - YouTube Isaias_online - YouTube Quando Se Tem Amigos Não Fica Só - YouTube amigos não tem idade - YouTube

A Amizade Alterações em Seu 20s, 30s e 40s - Museu Tec

  1. Grandes Talentosos Que Estão em Alta - Criatividade das ...
  2. SALVE O MUNDO (AO VIVO) - YouTube
  3. AMIGOS NÃO TEM DEFEITOS - YouTube
  4. A menina que não tinha amigos EP.1 (meepcity) - YouTube
  5. FORTNITE SALVE O MUNDO 18(AO VIVO) - YouTube
  6. Isaias_online - YouTube
  7. Quando Se Tem Amigos Não Fica Só - YouTube
  8. amigos não tem idade - YouTube
  9. amigos - YouTube
  10. A SARA NÃO TEM AMIGOS ! - Mundo Estranho - YouTube

Mensagem para refletir... Vale apena conferir neste vídeo, a criatividade das pessoas talentosas que estão sempre buscando dar o seu melhor. COMPARTILHE com os amigos https://youtu.be... Se inscrevam Sarah Silveira Daniel Silveira Salve meus amigos, sou novo YouTube, chamado Gosht e simplesmente irei fazer um dual no fortnite e fazer um desafio pra quem não tem passe de batalha ou skin... o misterioso Espião Maleca tem amigos assista os vídeos deles! essa playlist não contém todos os vídeos dos meus amigos... veja o canal deles! Jogo sim ou não, com meu amigo kebe nos divertimos demais gravando hehehe ... Deixe seu like compartilhe com seus amigos e comentem ;) ... Video para status 30s não é que eu seja feio é que ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Salve meus amigos, sou novo YouTube, chamado Gosht e simplesmente irei fazer um dual no fortnite e fazer um desafio pra quem não tem passe de batalha ou skin... Obrigada por ASSISTIR este vídeo!!! Vamos bater a meta de 1.000 inscritos! Para fazermos um sorteio de robux! Essa história tem continuação! Amanhã postaram ...