Como beijar uma garota que você gosta

Uma vez que esteja claro que o sentimento é recíproco, você ainda precisa ter o consentimento dela antes de partir para o toque de lábios. Para beijar uma garota, puxe-a gentilmente para perto de você e incline levemente a cabeça para um dos lados antes de encostar a boca na dela. Como fazer uma garota querer beijar você, mesmo achando que ela não está interessada? Neste artigo vou revelar como fazer uma garota querer beijar você naturalmente, ou seja, sem precisar ficar insistindo parecendo um perdedor. Quando você beija uma garota pela primeira vez a energia que vem com ela é difícil de descrever. Se você está querendo saber como beijar uma garota pela primeira vez ou como beijar melhor uma garota que você já beijou, as dicas abaixo irão ajudá-lo. Então preste atenção. Sem mais delongas, vamos começar com um passo preliminar que tornará o beijo fácil e natural. Como Falar com uma Garota que Você Gosta se Ela Tiver Namorado. Você encontrou a garota perfeita. Ela o entende, sempre faz você rir e faz com que você queira estar perto dela quando ela não está lá. Só tem um problema: ela tem namorado. Vo... Aprenda a beijar perto de outras pessoas. É bem provável que, quanto mais tempo você passar com sua garota, mais vocês se beijarão na frente dos outros (como em um encontro com outro casal ou em um encontro em público). Isso é permitido, mas você deve fazer de forma educada! Se você acabou de aparecer aqui, há mais três partes que você definitivamente precisa ler, e esta é a quarta parte do manual sobre como roubar uma garota que gosta de outra pessoa. Você pode começar pela introdução sobre como conseguir uma garota com um namorado.

A nova Funcionária - Sexo com colega de trabalho (conto)

2020.08.14 03:05 Nonsense_09 A nova Funcionária - Sexo com colega de trabalho (conto)

Obs inciais: é a primeira vez que escrevo um conto aqui, espero que gostem e estou aberto a críticas de como melhorar, eu sou um leitor que gosta de detalhes e coloquei uns bons detalhes na história novamente espero que gostem! A história é baseada em eventos que já passei misturados com um pouco de fantasias minhas
Era manhã e eu estava no trabalho, apenas mais um dia normal para em estagiário solteiro, fazia um certo tempo desde a última vez que havia transado e já sentia os efeitos da abstinência forçada, desde o último mês eu havia percebido que a nova funcionária do meu trabalho me olhava mais que o normal, ela era meu tipo de garota, negra, magra, cabelos cacheados, gostava no nome dela Marcela.. tinha seios pequenos e uma bunda normal mas só em pensar nela nua meu pau ficava duro, tinha vergonha de me aproximar com essas intenções até porquê é meu ambiente de trabalho, não sei se seria coerente fazer isso e...
-- Oi, Bom dia!
disse ela quando passou pela minha mesa com uma pilha de papéis nas mãos.
-- Está quase na hora do intervalo... quer ir comigo lanchar?
nesse momento meu coração deu um leve pulo em meu peito, o sorriso dela era tão doce quanto o seu perfume, não sei exatamente por qual motivo mas senti meu pau ficar duro e me inclinei para frente em uma tentativa de esconder a ereção.
-- É... claro... sim! eu vou! estou com fome também.
-- Que bom bb, em 10 min venho te chamar!
Ela deu uma piscada com seu olho esquerdo, seus olhos eram um verde vivo, davam a ela um ar de mistério e inocência, 10 min mais tarde novamente na minha sala ela apareceu, me olhava fixamente, eu as vezes achava estranho e ficava meio desconfortável mas aquilo tudo me envolvia, e pra ser sincero no fundo eu gostava, pedi permissão ao meu chefe e fui com ela.
Ao sair do prédio onde trabalhamos, o sol estava quente mas não estava desconfortável, ela começou a puxar conversa enquanto nós íamos até a lanchonete do outro lado da rua.
-- então, como tá o trabalho?...
-- bom está a mesma coisa de sempre sabe? as vezes tenho muito o que fazer, outras não tenho nada, as vezes me dar raiva estar lá já outras... bom.. você sabe, aquele tédio de sempre
ela deu um sorriso com o olhar e um leve sorriso com a boca, após um breve silêncio devido estarmos comendo pastel ela me lança um olhar ousado e um pouco atrevido
-- Sei que não faz tanto tempo que nos conhecemos mas quero te perguntar uma coisa, promete que não fica com vergonha?
-- Claro, por que eu ficaria com vergonha?
-- Bom, eu noto como você fica vermelho quando eu falo com você, sua cara branca tá rosada até agora
dizendo isso ela solta uns risinhos e eu fico um pouco sem jeito, e foi aí que reparei na blusa branca com calça jeans e o belo colar fino e dourado que ela usava em volta ao pescoço, ela tinha seios pequenos mas aquela blusa conseguia fazer eles se destacarem, e a calça valorizada a bunda dela.
-- Bom, o que eu quero saber é... você tem namorada?
na mesma hora meu coração deu um novo pulo e bateu muito forte eu mal conseguia esconder que tinha ficado nervoso
-- Bom... Não... é.. por que a pergunta? haha
-- Bom, eu tava pensando... se você quiser claro, que tal dar uma passada lá em casa, eu to morando sozinha, e quero te conhecer mais, o que acha? cê topa?
-- Claro! Sim! eu vou
eu ainda tremia um pouco percebi que minhas suspeitas na verdade não eram paranoias, por que ela me chamaria pra casa dela? a idéia disso me deixava um pouco mais nervoso, mas na minha calça... simplesmente não consegui esconder minha ereção, tomara que ela não perceba
-- Moro descendo a rua na casa de número 36, da uma passada lá hoje a noite, pra gente bater um papo e tals, não gosto de conversar por whats
e era verdade por mais que nos falássemos pelo whats ela não era de puxar muita conserva apesar de me mandar diversos memes
-- Tudo bem, eu vou!
logo após voltarmos ao trabalho e ao passar do dia trocávamos uns flertes, alguns sorrisos, as pessoas do trabalho pareciam perceber apesar de ninguém falar nada (pelo menos na nossa frente não) com o final do expediente ela se despediu de mim com um abraço forte e disse que ia me esperar, combinamos melhor o horário e de 19h estava ótimo, ao final da tarde tomei um bom banho, levei o pênis bem, apesar de eu ser branco meu pau é mais escuro que o resto do corpo, com veias e uma cabeça levemente arosada e de tamanho normal, aproveitei pra me depilar bem, assim que sai do banho me olhei nu no espelho, não se se todos são assim mas ao me ver pelado fiquei excitada, sou magro, apesar de comer muito hahaha, comi um pouco antes de sair de casa e ir para a dela, passei um perfume e fui, no meio do caminho diversos pensamentos me veio a cabeça, assim que cheguei na porta da casa 36 me dei conta que havia me esquecido da camisinha, mas será mesmo que vou precisar, talvez eu esteja me iludindo não sei, antes mesmo que eu batesse na porta e chamasse por seu nome "Marc.." ela abriu a porta, esteva com seus cabelos escuros presos e vestia uma camisa muito muito maior que ela, era como se fosse camisa e saia ao mesmo tempo já que chegava até metade da coxa dela
-- Poxa, chegou bem na hora, gosto de caras pontuais hein rsrs
-- É, eu tava sem fazer nada em casa e pensei que fosse demorar um pouco pra vir pra cá e...
-- Tudo bem bb, entra! eu tenho uns filmes pra gente ver.
entrei pela porta de madeira e dentro da casa era tudo muito comum e normal uma sala grande que dava para um quarto a direita aonde ela dormia e ao final da sala tinha uma espécie de cozinha, ou seja lá o que isso é, me sentei no sofá e foi ai que reparei nas coxas dela, negras como ébano, lisas, até reluzia a luz, não consegui meu pau foi ficando duro, ela sentou do meu lado e ligou a TV, olhou pra mim com aqueles olhos verdes e disse
-- a Tv alta é um bom fundo sonoro não acha?
-- Como assim?
-- Bobinho rsrs, te deixo nervosa não é?
-- Bom... um pouco
-- Eu gosto disso, percebi seus olhares pras minhas coxas, sente isso!
ela pega minha mão e coloca na coxa dela, passei alisando e senti ela arrepiar, meu pau ficou mais duro do que já estava, dava pra sentir a cueca ficando molhada, ela se deita no meu ombro e diz..
-- eu adoro e seu jeito, meio inocente, gosto disso, é virgem?
-- Não! não sou
-- poxa... tenho um fetiche de tirar a virgindade de alguém rsrs
dizendo isso ela passa a mão na minha calça e sente o meu volume..
-- bom a essa altura acho que nem preciso dizer que tenho vontade de te dar né bb?
-- Rsrsrs bom, não vou mentir que tenho vontade de fuder você... em um bom sentido claro
ela rir alto e me beija, que beijo doce, tinha um hálito suave, e seus lábios grandes e cheios sabiam beijar como nenhuma outra, não sei se é minha tara por negras ou se era ela mas meu coração estava a ponto de explodir em meu peito, após um beijo molhado e demorado com alguns intervalos para selinhos e risos, eu decido tomar a iniciativa mais ousada, empurrei ela no outro lado do sofá e tirei o camisão dela, ela estava sem sutiã nem calsinha, tinha os peitos um pouco maiores do que eu pensava, com bicos grandes e pretos, estavam pontudos, ela tinha um piercing no umbigo e entre as coxas uma buceta com pelos pequenos e bem aparados.
-- Nossa bb gostei rsrs espero que goste da minha larrisinha! rsrs
beijei-a mais e fui descendo, primeiro pelo pescoço e logo em seguida para o seios dela, ficaram ainda mais duras com minhas lambidas, não fazia idéia de quanto tempo havia passando só estava ali naquele momento, e que momento! quando desci para a buceta fui beijando-a na barriga, ela se contraia parecia sentir cocegas, gostava daquilo, quando cheguei na buceta estava tão molhada que senti um gosto de gozo, não era comum, me lembrava de relações anteriores que não achei o liquido vaginal com gosto não muito bom mas ela era diferente, era um gosto bom que me instigou a cada vez mais chupar, a cada chupada ela um gemido abafado de tesão e prazer que eu sentia que apenas me motivava cada vez mais 'ai.. ai... ah... isso... mais devagazinho...", introduzir dois dedos e dentro da vagina diz uma forma de gancho pra estimular o ponto G dela, pelo visto consegui fazer direito, não demorou muito ela estava gemendo alto e gozou ali mesmo 'AH,ah... isso... não para pvf.. iss.. a.. ahh..", ela se contorceu e gozou na minha boca, aquilo me deu um prazer imenso pois satisfez dois fetiches meus, um de transar com uma negra outro de uma gostosa gozar na minha boca, fui subindo e beijei ela, com a boca gozada e tudo, ela estava ainda trêmula e com uma cara de prazer imenso enquanto me olhava com seus olhos verdes.
-- Adorei sua oral, nunca pensei que alguém tão tímido fosse me fazer gozar desse jeito
-- obrigado.. bom, gosto de dar prazer e também de receber rsrs
-- prometo que será uma oral que fosse não vai esquecer gatão!
sentei no sofá, nem me lembrava que a televisão estava ligada e sinceramente nem me importei, tirei o tenis, a camisa e quando fui tirar a calça ela me impediu e pediu pra ela tirar, assim que ela mesma terminou de me deixar nu, e olhou meu pau mesmo na frente dela, babando de um jeito que eu mesmo nunca tinha visto, ela olhou pra mim e foi aproximando a boca da cabeça da minha rola, e bem devagarinho foi colocando boca a dentro sempre me olhando com aqueles olhos verdes, aquela pele tom de ébano que me deixava cada vez mais louco de prazer, e foi assim pelos próximos minutos, sempre me olhando com um olhar de prazer enquanto fazia a lingua dançar sobre minha rola, a sensação que senti foi intensa e ela parecia sentir o que eu sentia, toda vez que eu pensava que estava próximo de gozar ela diminiu a intensidade e depois voltava, parecia que queria me torturar mas eu estava amando meu coração mal se continha no peito, a sensação de prazer, uma coceira boa não sei como dizer ela tinha um dom na lingua e nos lábios com a cabeça da minha rola que nenhuma ex teve, alterava entre beijos e gargantas profundas até que eu estava prestes a gozar
-- ah.. ahh... não.. isso.. vai... vou gozar tira a boca
-- Não! quero que você goze na minha boca! vai safado goza!
tentei segurar, mas não consegui, nunca tinha gozado tão intenso senti até o coração parar e depois voltar quando voltei a abrir os olhos ela sorria, com o rosto melado e a boca babada, pulou rápido em mim e nos beijamos prolongadamente, não me importei de ter provado meu prórprio gozo pela boca dela, mas só em ter-la nos meus braços sobre mim, aquilo sim, conseguio me alcamar bem, apos alguns minutos abraçados e nos beijando ela disse bem baixinho ao meu ouvido
-- agora quero que fosse foda minha buceta
aquilo me vez arrepiar e já me sentia pronto pra mais uma rodada, me deitei no sofá e ela montou em mim, passei um bom tempo, gemendo assim como ela, sentindo o quão gostoso é a buceta dela, e pensando no quão sortudo eu sou de tá ali, depois me perdi de mim mesmo, gozei várias vezes e ela também, trocavamos de possição e depois começava tudo denovo, naquela noite me entreguei ao prazer que ela me deu entre as pernas e tudo aquilo que consegui dos seus lábios, não me lembro como mas quando nos demos conta tinhamos perdido a conta de quantas vezes tinhamos transado e já eram 3 da manhã e nós dois ainda tinhamos que trabalhar, dormi com ela, de conchinha, transamos mais algumas vezes até as pernas doerem mais do que já doiam não aguentarmos mais, não sei como consegui me levantar da cama assim que acordei, não sabia se realmente tinha transado tanto com ela ou se alguma parte daquilo foi só um sonho, mas ao vê-la do meu lado com aquele nariz pequeno e fino com um biquinho na boca enquanto dormia cabeos meio bagunçados e nuas com a bunda pra mim... ah aquilo vez meu coração até errar as batidas, era como um anjo no corpo de mulher, eu estava cansado e ela também assim que acordamos nos arrumamos nas pressas e mesmo assim chegamos atrasados ao trabalho mas que importa? a noite foi incrível, naquele mesmo dia assim que acabou nosso horário e fomos nos despedir...
-- gostei muito do que tivemos ontem a noite... minha buceta tá com saudade da sua língua rsrsrs
-- quando quiser uma nova visita é só avisar
-- bom... que tal hoje de noite novamente, no mesmo horário, no mesmo sofá, tudo como um belo replay bb??
-- Já estou lá! rsrsrs
Bom aos que leram até aqui eu agradeço, é um conto inspirados em algumas fantasias minhas misturadas com experiência sexuais que tive! aceito dicas e críticas sobre minha escrita e o que acharam dessa história da Marcela? kkk
submitted by Nonsense_09 to sexualidade [link] [comments]


2020.07.06 22:49 taegi_sanbr Meu primeiro beijo

Olá luba,luna e pessoas que estão lendo meu nome e kamilly e sou de Manaus vou contar uma história que me lembrei do nada normal da vida
Eu tinha 10 anos tava no 5°ano eu estava fazendo um curso que tinha aqui em Manaus para nosso último dia nesse curso o meu professor fez um acampamento no sítio dele ficamos só três dias(que parecia um ano)nós fazemos um monte de coisa que não queria ter feito com um exemplo matar uma galinha para gente comer e também ir o caminho andado não andando o caminho inteiro mas tipo ele parou o ônibus em uma avenida e nós fomos andando chegamos de noite (foi o pior dias da minha vida Jesus amado mas tudo bem)Ah esqueci de falar que eu fazia um curso militar já que estudava em colégio militar então eles deixaram um monte de criança que no máximo uns 9 e 13 anos no mato até que foi bem legal O problema é que tinha as pessoas do 7° ano eles falavam para as pessoas mais novas que eles mandavam em tudo isso me deixava muito incomodada eu sofri muito bullying infelizmente no último dia eles fizeram 5º ano se juntar com sétimo que fiz dupla com uma garota até aí tudo bem vou chamar essa menina de 'loli' eu e a Loli fomos pega fruta para gente fazer nosso café da manhã ela dizia que não queria ficar perto de pessoas mais novas porque dizia que as pessoas do sétimo ano iam olhar ela de cara feia isso me deixa um pouquinho triste já que ela era bem legal a gente chegou lá na cozinha e corta as frutas quando uma das amigas dela veio e dicio"já arranjou alguém para pegar"disse isso olhando para mim isso me deixou completamente envergonhada eu era muito eu não entendi o significado de "pegar" minha mãe sempre falou que eu não tinha que pensar nisso e eu não pensava mas eu queria ser amiga dela e ela aceitou era muito legal você é amiga dela as meninas do sete do sétimo fizeram uma festa do pijama e já que eu virei amiga da loli elas me convidaram fazer uma festinha do pijama quando eu cheguei lá elas queriam brincar de verdade desafio nós brincamos e brincamos até para mim e uma amiga da Loli Claro que eu não queria ser desafiada já que eu percebi que elas faziam desafios muito pesados então escolhi verdade ela disse"é verdade que loli gosta de você"eu respondi que não porque eu não sabia quando eu olhei para loli e ela tava com uma cara muito triste e isso me deixou desconfortável sabe eu nunca mexi nesse assunto sexualidade eu nunca gostei de ninguém eu sempre fui na minha otaku fedida eu e meus animes só isso ninguém gostava de min então isso era muito estranho pra min quando acabou a festa eu eu tentei para minha barraca mas a loli me puxou pra um cantinho e me disse "vc não e bi ou lésbica" eu disse que não sabia já que como eu disse não me perguntava sobre minha sensualidade quando eu disse isso ela tá com meus lábios isso foi muito estranho porque foi meu primeiro beijo então dentes foram presentes quando ela terminou de me beijar isso eu falei"desculpa eu não posso desculpa"daí eu nunca mais falei com ela sair daquela escola no 6° ano e foi para outra eu só vi ele esse ano quando fui pro 7° mais ele não olha na minha cara
Então essa história bem normal eu acha luba-sempai me note
submitted by taegi_sanbr to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 16:25 triz_luz SOU BABACA POR TER FICADO COM A MINHA EX CRUSH QUE SE TORNOU EX DA MINHA MELHOR AMIGA?????

Olá todo mundo que esta vendo isso e olá luba editores caso vocês vejam a minha história em vídeo, espero que vocês estejam ótimos, agora se preparem pro textão. Meses atrás eu sai, fiquei bêbada e acabei ficando com a ex namorada da minha melhor amiga/minha ex crush. Voltando 3 anos atrás para contextualizar a história, essa "ex", vamos chama-lá de barls, era a minha crush e eu aparentemente era a dela tbm, todo mundo shippava a gente (até a minha melhor amg kk), e por razão que eu não sei até hoje a gente nunca ficou de fato (pelo menos não nessa época). Depois de um tempo a barls começou a se afastar de mim e eu não entendi, achei que era o jeito dela de dizer que não queria nada comigo então apenas ignorei e segui com a vida. E foi nessa época que a minha melhor amiga, vamos chama-lá de larks, começou a se aproximar de mim, então a partir dai viramos melhores amigas. Meses depois a barls e a larks começaram a ficar muito proximas e até ai tudo bem, até que um dia, uma amiga da barls, vamos chama-lá de vaca manipuladora 😍 (minha mais nova """amiga""" tbm), me mandou mensagem dizendo que a larks estava falando MAL de mim, eu ignorei pq eu NUNCA iria acreditar em uma coisa dessas vindo de alguém que eu praticamente tinha acabado de conhecer, mas eu fui percebendo uns comportamentos estranhos da larks para comigo então uns dias depois eu perguntei pra essa mesma menina O QUE a larks tinha falado sobre mim e eram coisas do tipo "a triz é muito ciumenta comigo e com a barls" (adendo, todo mundo sabe que eu sou 0% ciumenta) ou "ela não gosta que eu fique perto da barls", TODAS essas coisas envolvendo a barls... então eu achei isso muito estranho, pq pelo menos pra mim estava tudo normal. Algum tempo depois larks chega pra mim e fala que a barls "se declarou" pra ela, eu fiquei incomodada com isso mas não soube explicar o porquê. Então, entre manipulações da vaca manipuladora que eu tinha acabado de conhecer e coisas muito estranhas, eu me afastei de larks e fiquei com um pé atrás. Porque na minha cabeça isso tudo tinha sido um plano de larks para conseguir ficar com barls. Por que eu achava isso??? pois bem, eu fui conversar com barls um dia sobre o nosso "passado" e ela me disse que tinha se afastado porque a larks tinha contado pra ela que estava gostando de mim, e ela se sentiu mal em ficar comigo sabendo que a larks tinha confessionado isso pra ela e somente ela. O estranho pra mim foi que a larks nessa época NEM FALAVA com a barls????????? então, pq ela contaria uma coisa dessas para alguém que ela nem ao menos conversava?????? e porque ela NUNCA me disse isso em tanto tempo de amizade?????? pra logo depois... se aproximar da barls e "começar" a gostar dela?????? A partir dai eu fiquei muito triste e brava, porque com essa teoria louca minha, TUDO se encaixava e larks tinha sido falsa comigo desde o início. Mesmo com tudo isso, eu só me afastei e deixei tudo de lado. Barls começou a namorar com larks e menos de 1 mês depois ja tinham terminado. 3 semanas depois do termino a vaca manipuladora me chamou pra sair com ela e eu fui, no meio disso barls apareceu lá, e a merda do rolê inteiro a manipuladora ficou enchendo o nosso saco pra gente se beijar. Depois de ficarmos bêbadas a gente acabou sim ficando. No dia seguinte eu estava mal e pensando em como iria contar isso para larks, mas a vaca manipuladora foi mais rápida e mandou um video para larks do momento em que eu e barls estavamos ficando. Larks fez um puta escândalo e brigou muito comigo e eu só aceitei e esperei até que ela estivesse de boa comigo, o que não aconteceu, então eu bloqueei elas de tudo e segui em frente. Aliás, eu chamei a garota de vaca manipuladora pq depois eu descobri que a larks não tinha falado mal de mim coisa nenhuma e ela enfernizou eu e barls naquele dia só para poder gravar e mandar para larks. A questão que me vem até hoje na cabeça é, eu fui babaca ou só fui ingênua e manipulada?????
ps: eu tenho print de algumas coisas mas devem estar no fundo da minha galeria e eu não tenho tempo nem paciência e eu sei que elas acompanham seu canal então, não foi dessa vez pessoal/luba. E por fim, atualmente eu voltei a falar com larks, ela e barls voltaram a namorar e eu estava namorando até ontem kk F no chat minha namorada terminou comigo... mas isso é história pra outra turma feira 🤐.
submitted by triz_luz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.31 10:34 o_arrombado_da_3b Meus "colegas" de sala não foram com a minha cara e decidiram me f#der

Criei essa conta só pra postar isso pois caso esse post receba atenção eu não quero meu nick estampado nele
[AVISO DE POST LONGO]
Acho melhor eu contextualizar vocês um pouco antes de ir direto pra história
Tenho 17 anos, estou no terceiro ano do ensino médio. Sou uma pessoa extremamente tímida e antisocial tenho problemas para me comunicar e fazer amigos -tanto que tenho apenas dois que estão comigo a uns 5 anos- porém no fim de 2019 me mudei de uma cidade relativamente pequena (200mil habitantes) pra ir morar com meu pai na capital pois meu relacionamento com a minha mãe era algo que tava me fodendo psicológicamente e eu não prefiro nem lembrar.
Agora vamos para a parte que importa
(Começo do ano) Como disse já estou no meu ultimo ano escolar, depois de 11 anos na mesma escola simplesmente mudar do nada não foi uma experiencia muito agradavel, boa parte devido ao fato de que jovens são meio arrombados e também por que eu não me encaixo em nenhum grupo (nunca consegui me encaixar em nenhum na escola antiga também mas isso nunca me incomodou) e a maioria ja estava "fechado" com pessoas que já se conheciam previamente. Então eu pretendia passar mais um ano da minha sem me relacionar com ninguém e depois só seguir a vida.
(Fevereiro - Março 2020) Algumas semanas de aula se passam e tudo está ótimo; eu não enchi o saco de ninguém e ninguém encheu o meu, até que chega um rapaz pedindo meu número pra me colocar no grupo da sala, obviamente aceitei porque grupos de sala são extremamente úteis pois sempre tem os herois que mandam exercícios trabalhos e etc. . (Vale citar que que algum tempo atrás ele tava passando de mesa em mesa coletando número de todos da sala mas passou direto por mim, não liguei muito por que pelo menos no grupo da sala eu ia estar já que no ultimo ano eu passei meu número pro cara que era adm do grupo e ele cagou e nunca me adicionou)
Dois dias depois estou eu no meu canto mechendo no meu celular lendo um livro e cuidando da minha vida quando chega uma menina falando comigo, ela tava agindo um pouco estranho e percebendo isso eu olho pra trás dela e tem o grupo de amigos dela (que por acaso tem o mesmo rapaz) e vejo que todos estão dando risada. "Qual é o seu nome?" ela perguntou. "⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀" eu respondi. Então ela diz que me achou bonito com um sorrizo irônico no rosto (nem que tivesse com a cara mais séria do mundo eu acreditaria) e também diz que queria me dar um abraço. Eu olho pros amigos dela e eles tão rachando o bico como se fosse a coisa mais engraçada do mundo. Nessa hora eu estava extremamente desconfortável (não me leve a mal mas eu já não gosto muito de contato físico, muito menos com uma pessoa que eu nunca vi na vida) eu tento negar educadamente e me afastar da garota quando ela me abraça e tenta me beijar, Nessa hora eu levanto da minha cadeira bem rápido pra me afastar e digo de forma bem clara pra garota me deixar em paz. Ela volta pros amigos dela e eu tento retornar ao meu estado de tranquilidade e ler meu livrinho. Daí pra frente começou a desandar, toda vez que era conveniente os amigos dela traziam o assunto pra todos de como eu era cusão que deu um fora na amiga deles e empurrou ela; Atividade em grupo? "Não faz com o⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ não em que ele deu um fora empurrou minha amiga" Ed. Física? "Cuidado com o ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ele gosta de empurrar" Muito engraçado porém pra mim não foi um grande problema por que eu decidi que não ia me incomodar com isso. E então chega aquela semana onde paralisaram as aulas pela primeira vez e todos os professores decidiram passar trabalhos para os alunos fazerem em casa,eu tinha fotos e anotações de todos eles no meu celular porém como sou alguma espécie de clean freak moderno e constantemente formato meu mini-aparelhinho computadorizado acabei me esquecendo de salvar esses arquivos tão vitais para minha vida escolar, mas ainda havia esperança, o grupo da sala que estava mofando a algum tempo no canto de grupos silenciados.Bom jovem moderno procrastinador que sou e também por que esqueci da existência dos trabalhos, faltando uma semana e alguns dias pra data de entrega dos trabalhos abro o grupo e envio: "Alguém poderia me passar os trabalhos por favor? Acabei perdendo aqui". Ai o maluco me manda: "Olha só ele fala" e a outra menina: "Eu até te passaria se vc não fosse um arrombado" e então eles começam a falar sobre mim eu só fecho e grupo e deixo ele lá no canto já não tinha esperança de que ia conseguir esse trabalho mesmo como infelizmente estava em casa e não tinha contato com nenhum professor. Chegou outra onda de trabalhos um tempo depois e os arrombados fizeram questão de me kickar do grupo, mandar os trabalhos e me adicionar de novo e também tentam criar essa imagem para os outros que eu sou um arrombado. Fast Foward pra hoje já perdi 3 trabalhos de cada matéria algumas apostilas e tudo que há de bom. Isso tem rondado a minha cabeça pois estou preocupado com as minhas notas, pelo menos minha escola vai aderir ao google classroom em breve e acho que não terei mais problemas com isso. Eu não ligo muito pro que pensam de mim mas porra, minhas notas né velho.
submitted by o_arrombado_da_3b to desabafos [link] [comments]


2020.03.29 07:28 gv_ny Acabei de aceitar algo que eu provavelmente não vou curtir

Boa noite a todos Tenho 18 anos e faz um tempinho que estou conversando com essa menina (19 anos). A gente se conheceu através do Facebook, ela reagia a tudo que eu postava e fiz o mesmo, uma noite eu resolvi chamar ela no messenger e deu tudo certo, no outro dia mesmo ela veio na minha casa e passamos uma noite muito agradável (sem sexo, ela estava naqueles dias e não se sentiu confortável). Garota incrível sabe, do tipo que a gente acha que não encontra de novo. A parte problemática vem agora. Após termos passado umas duas semanas sendo fofos um com o outro, coisinha romântica aqui e ali, tivemos a tal da conversa. Eu nunca namorei e talvez naqueles dias eu realmente pensasse em algo mais sério, porém ela não. Ela disse que saiu de uma relação de 3 anos a pouco tempo, cerca de um mês quando tivemos a conversa, achei pouquíssimo tempo mas ela não sentia mais nada por ele. Dito isso ela fala que não quer nada sério, obviamente eu entendo o lado dela, mas eu sou muito monogâmico. Ou inseguro. Minha visão é que se estou ficando com uma pessoa e ela diz todo tipo de coisa romântica, que eu significo muito pra ela e ainda assim ela precisa ficar com outras pessoas, só sinto que não sou o suficiente. Me sinto trocado. E adivinha? Ela disse que quer ficar com outras pessoas e o que temos seria algo casual. Eu não aceito, visto que quando eu estou ficando com uma pessoa fico só com ela, quero conhecer a pessoa e me dedico somente a ela. Conversamos e terminamos numa boa, até rimos durante a conversa. Ficamos uma ou duas semanas sem nos falar. Eu, morrendo de saudades, e ela também. Até que acabamos conversando de novo e falamos um pro outro que estávamos com saudades, voltamos a conversar de novo e tudo voltou, o carinho, as coisas românticas.. Fomos bem sincero sobre o que sentimos e que o tempo afastado foi doloroso para ambos. E estava tudo bem, até a noite de hoje. Num momento da conversa ela fez uma piadinha onde me chamou de amigo e eu respondi de forma brincando "não somos amigos não tá louca kkkk" o q era pra ser uma brincadeira resultou em algo mais sério. Ela perguntou como eu via ela, e sinceramente eu não soube explicar, vejo ela como mais do que só uma amiga, eu não trato ela da mesma forma como minhas amigas, falando que quero beijar ela e.. Bom, vocês imaginam. Disse isso tudo pra ela e ela me disse que a forma como ela pensa não mudou desde a nossa última conversa (ela não quer nada sério e quer ficafalar com outras pessoas) sabendo do que iria acontecer eu digo que não sei se busco algo sério pois muita coisa mudou (assunto pra outro dia). Combinamos em manter algo casual então, onde ambos podemos ficar com outras pessoas. Apesar de não gostar de ficar com outras pessoas, eu aceitei. Talvez eu me arrependa. Eu imagino a toda hora que ela achou alguém melhor, e gosta mais dele. Uma mensagem que ela demora pra responder mesmo estando online já imagino "ela tá falando com outro. Sendo fofa, romântica com outra pessoa e depois vem pra mim.". Não sei o que esperar mais disso. Obrigado a quem leu até aqui, sinta-se a vontade para comentar algo, expressar sua opinião ou apenas me chamar de otario.
submitted by gv_ny to desabafos [link] [comments]


2019.08.14 20:05 FreitasXAXA frio e vazio

A cada dia que se passa me sinto acorrentado em um abstrato sentimento de vazio. Não consigo me conformar mais com a monotonia, tenho uma vida ótima, tudo que um ser humano de classe baixa ou pior gostaria de ter, mas sinto como se eu fosse uma doença impregnada na sociedade, desde que nasci nunca me conformei por ser relativamente gordo, mais baixo que quase todos de minha turma e ainda por cima um estudante horrivel. Mas isso acontece, com o tempo melhora, vc pode estudar mais, fazer algum esporte, crescer, mas advinha? NADA DISSO ACONTECEU NA MINHA VIDA, NADA, há 10 anos que não perco peso, continuo na medida de crescimento lento, que com 16 anos não tenho nem um pelo no queixo. Não emagreço, se como um hamburguer ja viro um saco de gordura, '' Ah, mas você precisa se exercitar'' E VOCE ACHA QUE EU NÃO TENTEI?, Com 10 anos fui praticar futebol, no inicio era bom, estava dando resultado, engordei muito menos e comecei a ficar bom, cheguei até a jogar 2 jogos pela minha escola. Mas a vida é muito legal e me botou uma lesão no tendão quase que incuravel, agora sempre que pratico qualquer esporte envolvendo pernas já me ocorre uma dor cronica e desmotivante. Beleza, a parte de emagrecer não resultou em nada, ta certo, mas isso não e tao importante eu ainda sou saudavel. Não, não basta ser saudavel hoje em dia, se não ninguem gosta de voce, e por isso so fui ter amigos no sétimo ano do fundamental. Tá beleza bullying acontece as vezes, ok eu fui lá e superei isso, unica conquista da minha vida. Mas ai chegou a hora de começar a progredir na minha vida amorosa, ai que vem o sucesso. Pelo meu estado fisico invejavel, eu nunca tive nem sequer Auto-estima para conversar com alguma garota com fins mais intimos. E sempre que obtivesse um minimo resultado ja me batia uma emoção de felicidade que acabava quase instantaneamente quando eu percebia que não sabia nem oque fazer depois de um simples ''oi''. Nunca beijei ninguem em toda minha vida, no inicio era mais porque eu achava que a ideia de beijar alguem só por ''ficar ou pegar'' era uma completa idiotice, mas com o tempo se tornou uma incapacidade social, atualmente sempre que gostaria de conversar com alguma garota, existem duas situações, ou eu não tenho nenhum interesse nela e faço comentarios depressivos e ironicos(aparentemente é engraçado) ou quando eu tenho um minimo de interesse, fico acanhado no meu canto tentando formular uma estrategia em que eu pareça uma pessoa normal em vez de ir lá e conversar sobre qualquer coisa. Atualmente tudo tem sido MUITO CANSATIVO, pois é todo dia o mesmo fracasso, a mesma culpa e mesma rotina. E NEM ME VENHA DIZER QUE SÓ DEPENDE DE MIN E QUE EU PRECISO MUDAR MINHA PROPRIA VIDA. Eu ja nao aguento mais ouvir dessas pessoas que tem oque possuem, seja porque lutaram para obter ou tiveram sorte, NÃO É FACIL, EU JA FIZ DE TUDO PRA CONTER ESSA MINHA COMPULSÃO POR DESISTIR DA VIDA, JA FIZ DE TUDO, cursos, aula de violão, teclado, academia, futebol, karate, kung fu, ja tomei anti despressivos(NATURAIS E COMPRIMIDOS), cozinhar, jardinagem, muitas coisas. E JA ESTOU CANSADO DE OUVIR MAIS DO MESMO, COMO: ''VAI PASSAR'' ''SE VC CONTINUAR PENSANDO ASSIM NUNCA VAI CHEGAR LÁ'', E SABE PORQUE??? PORQUE ESSES CONSELHOS SAO UMA MERDA. DESDE QUE OBTIVE FRACASSOS EM MINHAS TENTATIVAS UM SENTIMENTO DE DESISTENCIA ME SEDUZIA, E DE REPENTE ESPERAR NÃO PARECE TAO RUIM ASSIM, SE TORNA UM VICIO, PORQUE A VIDA FICA FACIL, POREM ESTRESSANTE, CHATA E DESCONFORTAVEL, MAS EU PENSO EM IR TENTAR MAIS UMA VEZ, E AI EU LEMBRO QUE NÃO CONSIGO OBTER MAIS PROGRESSO EM NADA POIS NÃO SEI FAZER NADA DIREITO, E TODOS OS DIAS QUE PEGO A PORRA DO MEU ONIBUS PARA VOLTAR PARA CASA DEPOIS DA AULA SÓ CONSIGO PENSAR EM QUANTO GOSTARIA DE MORRER, MAS EU NÃO QUERO ME MATAR, EU QUERO QUE ALGUEM APONTE UMA ARMA PARA MIN E ME MATE, NÃO SUPORTO A POSSIBILIDADE DE DEIXAR MINHA FAMILIA TRISTE, MEU CORAÇÃO É VAZIO E FRIO MAS EU AINDA TENHO A CIENCIA DE QUE EXISTEM PESSOAS QUE ME AMAM MESMO SENDO UMA FALHA. sinceramente não vejo a hora de morrer, o suicidio a cada segundo me parece uma otima saida, mas parece que mesmo incompleto e inutil, eu ainda não consigo morrer, apenas desistir sentado, e isso e um saco, minha vida é uma reciclagem de sentimentos que se repetem como o ciclo de dia e noite, não tem nem mais porque buscar a felicidade, se eu sei que alguma hora eu vou fazer merda e desistir de tudo, e sabe porque? porque eu me odeio, e minha mente não consegue se acostumar com nenhuma ação que minha alma repulsiva e desgraçada faça, não sei oque há depois da morte, mas anseio todos os dias para descobrir.
submitted by FreitasXAXA to desabafos [link] [comments]


2018.11.22 18:05 Dinohobby Traduzi o famoso GT "don't worry, he knows"

Traduzi o famoso GT
esse texto é uma merda e eu não sei formatar pra ficar igual uma gt aqui, mas pelo menos agora quem não sabe inglês pode sofrer junto


https://preview.redd.it/bcoado4y4xz11.jpg?width=261&format=pjpg&auto=webp&s=9c3cf2b86d140599c553c4bc46be215a16d80839


O que fazer /b/? Estou apaixonado pela mesma garota por basicamente minha vida inteira, mas a situação tá tão fodida agora que eu não sei como parar de ligar pra ela.
> apaixonado pela mesma garota minha vida toda
> conheço ela desde o jardim da infância
> os pais dela são pobres e vivem numa casa com um quarto e quatro crianças então ela vem dormir aqui quase toda noite
> saímos juntos quase todo dia por anos
> todos nossos amigos faziam piadas sobre a gente se casar um dia
> ela sabe que eu gosto dela e ela diz que sente o mesmo mas que “não quer rotular isso”
> consigo ficar com ela, mas nada além disso
> ela diz que gosta muito de mim e que tem medo de que vamos acabar fazendo “aquilo” se a gente tentar mais alguma coisa
> decido continuar sendo virgem até me casar com essa garota
> nós dois costumamos sair com dois garotos (vamos chamar eles de Eric e Dave)
> no geral é a gente jogando Halo na minha casa
> às vezes fumar uma verdinha quando Eric consegue um pouco
> falamos sobre festas mas nunca fomos convidados
> Eric começa a andar com o primo viado e velho dele de vez em quando
> Zoamos ele por sair com um cara de 37 anos
> Diz que o primo compra cerveja e deixa ele fumar na casa dele
> Bomporquenaodisseantes.jpg
> Começamos a ir pra casa do primo dele beber e jogar Halo uma vez por semana quando a esposa dele leva as crianças para ver os pais dela
> Ele compra a breja, tem comida, jogos, não é ruim
> Às vezes ele tem uma atitude cuzona de ficar mandando na gente e se achar o rei dos nossos rolês semanais mas foda-se
> Começo a trazer minha pseudo namorada pra lá
> Primo sempre tá de olho nela mas ela tá acostumada em ser a única garota dos nossos rolês então de boa
> Mesmo que esse velho fodido saiba que essa mina tá fora dos limites ele continua tentando dar em cima dela
> Pior parte é que ela parece não ligar
> Um dia ele pergunta por que não aparece que eu sou o namorado dela no face
> Mcq ela diz “ah, ele é mais um melhor amigo que qualquer outra coisa”
> Ódio pulsante quando ele diz “zé, tu tem que prender essa mina cara, ela tá transando”
> Só vemos esse fodido uma vez por semana e ela continua dormindo na minha casa sempre então acho que não vai dar em nada
> Eu continuo falando pra ela que ele é um pau no cu
> Ela concorda comigo mas diz “você me conhece, eu nem sei ser rude”
> Além disso a gente não pode simplesmente parar de ir, nosso ritual tá bem estável nesse ponto
> Uma hora começamos a misturar bebida com Halo, halobida
> Somos retardados não pensamos nisso antes
> Primo velhote fodido fica criando regras aleatórias toda vez
> “regras da casa” como ele diz
> Como a pseudo namorada não joga, às vezes ele cria regras envolvendo ela
> Ela tem que tomar as cervas se tiver um multikill, merda assim
> Um dia ele propõe que ela tenha que sentar no colo de quem ganhasse o próximo jogo
> Esse merda é o melhor de nós, então obviamente essa regra é pra ele
> Eu começo a falar “cara eu acho que ela não quer...”
> Quando ao mesmo tempo ela ri e diz “vocês viu...” implicando que tudo bem
> Me sinto como um baita viado por tentar proteger demais e vou na onda deles
> Ela fica a maior parte das próximas horas no colo dele
> Emputecido quando a gente foi pra casa, eu brigo com ela e depois nos reconciliamos como sempre
> Continua sendo essa merda pelas próximas vezes
> Maior parte das vezes sentadas de colo
> Às vezes fazem ela dançar uma “dança sexy só de zoas”
> Nada que eu possa ficar publicamente puto por
> Meu tio tem um casamento no mesmo dia que um desses rolês acontece
> Peço pra ela não ir
> Ela diz “provavelmente ela não vai”
> Peço de novo, praticamente implorando dessa vez
> Ela diz que vai tentar não ir mas que os garotos enchem muito o saco e que ela não sabe dizer não
> Ambas declarações são corretas, mas eu fico puto com ela e falo pra ela ter bolas o suficiente pra isso
> Brigamos de novo
> Não tenho tempo pra reconciliar antes de ir pro casamento
> Tenhoummalpressentimento.jpg
> Nervoso o fim de semana inteiro
> Falo com ela por mensagens na viagem de volta com meus pais, ela diz que vai me ligar quando eu voltar, pelo tom de voz dá pra saber que ela se sente culpada
> Aicaralho.png
> Acontece que ela ficou bêbada demais e eles implementaram stripping no jogo, primo, Eric e Dave viram ela completamente nua
> Queporraéessa.jpg
> Brigamos de novo
> Mcq eu percebo que eles tiveram mais prazer sexual com ela que eu até agora
> Penso que acabou, terei que procurar uma nova vida social agora
> Ela me chama de madrugada e vem em casa
> Chora pedindo desculpa, diz que tem um problema muito complicado com falar não e que vai tentar consertar isso
> Perdoo ela e vamos para a cama dando abraços
> Bem estranho com Eric e Dave a próxima vez que vejo eles
> Não falamos sobre o assunto mas eventualmente temos uma conversa de perdão meio estranha já que eu tô claramente bravo
> Ela para de ir na casa do primo pau no cu por um tempo
> Uma hora ela volta a ir
> “para consertar todas nossas amizades” ela diz
> As coisas de forma lenta mas firme começam a evoluir para o que era antes
> Eu sei que eu tenho que colocar um fim nisso
> Percebo que álcool é a principal diferença da minha casa para a casa do primo
> Começo a pegar bebidas do armário dos meus pais quando a gente joga Halo em casa
> Não sei muito bem o que eu tava pensando já que a gente continuava indo pra casa do primo
> Uma hora meus pais descobrem
> Minhas notas também tão caindo
> Combo deixa eles putos pra caralho
> Pseudo namorada não pode mais dormir em casa e eu não posso sair por uma semana
> Pseudo namorada e eu brigamos por isso e eu nem lembro o porquê
> Recebo mensagem do primo uns dias depois falando que ele vai ter a casa vazia e que é pra gente ir
> Noooooooooooooooooooooooooo.jpg
> Tento sair escondido mas sou pego
> Fico ligando pra ela o tempo inteiro mas ela ainda tá brava comigo e não atende
> Dia seguinte ainda sem contato, fim de semana então não vejo ela na escola
> Queporraéssaqueporracaralhoéessa.jpg
> Enlouqueço praticamente tendo um surto emocional
> Vejo ela na escola quando a Segunda finalmente chega
> Ela me ignora o dia todo
> Ela vai pra casa antes de eu poder encontrar ela depois da aula
> Chamo ela uma porrada de vez, falo pra ela que meu castigo acabou e que eu realmente quero falar com ela, se tiver acabado pelo menos que ela me fale isso
> Encontro Eric e Dave, muito nervoso para perguntar de forma tranquila o que caralho aconteceu
> Muito fodendo estranho mas basicamente eles me dizem que jogaram strip Halo de novo
> Eric vaza na hora mas Dave me diz depois que Eric e o primo filho de sete putas tavam passando a mão nela enquanto ela tava meio desmaiada
> Diz que ele sente muito e que tentou impedir
> Não tenho mais ninguém pra ficar puto então desconto no Dave
> Uma hora ela me manda uma mensagem dizendo “você age como se houvesse algo para terminar”
> Mostro essa merda pro Dave e saio correndo chorando pra caralho
> Muito envergonhado para sequer lembrar disso
> Penso que minha vida acabou
> Ela vem em casa aquela noite, sem mensagens, sem ligação, sem nada
> Soluçando na porta
> Nem sei como ficar puto com ela
> Eu falo que tudo bem, eu ouvi o que aconteceu e te perdoo
> Ela continua chorando e a gente vai dormir
> No meio da noite ela solta um “eu te amo”
> Inexperadamenteomelhormomentodaminhavida.jpg
> Nem penso direito e falo “também te amo”
> “não importa o que aconteça?” ela pergunta
> Eu digo que sim
> Perguntar se não importa o que aconteça continua por um tempo
> Tenho um mal pressentimento
> Ela diz que não tinha pra onde ir depois que meus pais não deixaram mais ela vir dormir em casa
> Que ela odeia ficar na casa dela e como eu sabia o quanto ela odiava os pais dela
> Ela admite ter falado isso pro velhote por mensagem quando tava indo pra casa na Sexta (dia que o strip aconteceu)
> Ele diz que a casa dele tá livre até Segunda, e convida ela pra ficar lá
> Eu tô tremendo enquanto ela fala isso
> O jeito que ela estava agindo finalmente se encaixou e fez sentido na minha cabeça
> Nunca tive uma epifania desse jeito
> Eu nem tenho que perguntar mas eu faço mesmo assim
> Ela diz que eles foram até o fim
> Nem sei por que eu perguntei os detalhes mas eu precisava
> Quantas vezes?
> Ela diz que não sabe uma porrada de vez e no fim termina falando que foram 5
> Você gostou?
> Ela diz que não mas eu pressiono ela e ela diz que teve um orgasmo
> Que posições?
> Missionário e de quatro
> Preservativo?
> Pausa, não.
> Nós dois estamos chorando o tempo todo
> Ainda em estado de choque na manhã, ela tomou uma pílula do dia seguinte pelo menos
> Nós ainda estamos meio estranhos nos próximos dias mas eu tô estranhamente positivo
> Ela diz que me ama o tempo todo, antes não me dizia nunca
> Oficialmente colocamos isso no face
> Todos na escola souberam o que houve mas não dão sequer uma foda
> Damos a mão o tempo todo, dizemos um para o outro que enquanto tivermos um ao outro estará tudo bem
> Chega ontem
> Recebo uma mensagem do primo falando para eu ir lá
> Quase dou risada por ele pensar que nós vamos
> Depois das aulas eu procuro minha namorada, de verdade agora
> Vejo ela com Eric e Dave
> Ainda putasso com Eric, então já tá um clima ruim
> Mcq eles dizem que tão indo pra casa do primo
> Eu nem sei o que dizer
> Eu falo que não vou
> Quando fica claro que eles vão eu indo ou não eu acabo cedendo e indo junto
> Jogamos Halo e bebemos um pouco
> Tão bravo que nem sei o que fazer
> Sentimento de estranheza é ainda pior
> Sinto que nem sequer estou lá
> Tento fazer ela ir pra casa várias vezes, Eric e o primo convencem ela a ficar
> Ela fica no meu colo o tempo todo, meus braços ao redor dela
> Acabamos assistindo Prometheus
> Dave foi pra casa nesse ponto
> Cometi o erro de me levantar para pegar cerveja
> Quando eu volto ela está no colo do velho filho da puta
> Pergunto pra ela se está tudo bem
> Ela diz que sim
> Ela e o escroto começam a se beijar
> Eric diz “cara, relaxa”
> Mcq ela diz para ele “não se preocupa, ele sabe”
> Eu falo pra ela que eu estou indo pra casa
> Ela diz que vai ficar
Isso foi noite passada, eu não falei mais com ela depois disso.





é isso, se alguém quiser que eu mude alguma coisa é só falar
submitted by Dinohobby to brasilivre [link] [comments]


2018.11.22 18:02 Dinohobby Traduzi o famoso GT "don't worry, he knows"

Traduzi o famoso GT
esse texto é uma merda e eu não sei formatar pra ficar igual uma gt aqui, mas pelo menos agora quem não sabe inglês pode sofrer junto

https://preview.redd.it/kbb85loj1xz11.jpg?width=261&format=pjpg&auto=webp&s=025aeb7a52941a245760c0c67bcb8d1e971aaa6f

O que fazer /b/? Estou apaixonado pela mesma garota por basicamente minha vida inteira, mas a situação tá tão fodida agora que eu não sei como parar de ligar pra ela.
> apaixonado pela mesma garota minha vida toda
> conheço ela desde o jardim da infância
> os pais dela são pobres e vivem numa casa com um quarto e quatro crianças então ela vem dormir aqui quase toda noite
> saímos juntos quase todo dia por anos
> todos nossos amigos faziam piadas sobre a gente se casar um dia
> ela sabe que eu gosto dela e ela diz que sente o mesmo mas que “não quer rotular isso”
> consigo ficar com ela, mas nada além disso
> ela diz que gosta muito de mim e que tem medo de que vamos acabar fazendo “aquilo” se a gente tentar mais alguma coisa
> decido continuar sendo virgem até me casar com essa garota
> nós dois costumamos sair com dois garotos (vamos chamar eles de Eric e Dave)
> no geral é a gente jogando Halo na minha casa
> às vezes fumar uma verdinha quando Eric consegue um pouco
> falamos sobre festas mas nunca fomos convidados
> Eric começa a andar com o primo viado e velho dele de vez em quando
> Zoamos ele por sair com um cara de 37 anos
> Diz que o primo compra cerveja e deixa ele fumar na casa dele
> Bomporquenaodisseantes.jpg
> Começamos a ir pra casa do primo dele beber e jogar Halo uma vez por semana quando a esposa dele leva as crianças para ver os pais dela
> Ele compra a breja, tem comida, jogos, não é ruim
> Às vezes ele tem uma atitude cuzona de ficar mandando na gente e se achar o rei dos nossos rolês semanais mas foda-se
> Começo a trazer minha pseudo namorada pra lá
> Primo sempre tá de olho nela mas ela tá acostumada em ser a única garota dos nossos rolês então de boa
> Mesmo que esse velho fodido saiba que essa mina tá fora dos limites ele continua tentando dar em cima dela
> Pior parte é que ela parece não ligar
> Um dia ele pergunta por que não aparece que eu sou o namorado dela no face
> Mcq ela diz “ah, ele é mais um melhor amigo que qualquer outra coisa”
> Ódio pulsante quando ele diz “zé, tu tem que prender essa mina cara, ela tá transando”
> Só vemos esse fodido uma vez por semana e ela continua dormindo na minha casa sempre então acho que não vai dar em nada
> Eu continuo falando pra ela que ele é um pau no cu
> Ela concorda comigo mas diz “você me conhece, eu nem sei ser rude”
> Além disso a gente não pode simplesmente parar de ir, nosso ritual tá bem estável nesse ponto
> Uma hora começamos a misturar bebida com Halo, halobida
> Somos retardados não pensamos nisso antes
> Primo velhote fodido fica criando regras aleatórias toda vez
> “regras da casa” como ele diz
> Como a pseudo namorada não joga, às vezes ele cria regras envolvendo ela
> Ela tem que tomar as cervas se tiver um multikill, merda assim
> Um dia ele propõe que ela tenha que sentar no colo de quem ganhasse o próximo jogo
> Esse merda é o melhor de nós, então obviamente essa regra é pra ele
> Eu começo a falar “cara eu acho que ela não quer...”
> Quando ao mesmo tempo ela ri e diz “vocês viu...” implicando que tudo bem
> Me sinto como um baita viado por tentar proteger demais e vou na onda deles
> Ela fica a maior parte das próximas horas no colo dele
> Emputecido quando a gente foi pra casa, eu brigo com ela e depois nos reconciliamos como sempre
> Continua sendo essa merda pelas próximas vezes
> Maior parte das vezes sentadas de colo
> Às vezes fazem ela dançar uma “dança sexy só de zoas”
> Nada que eu possa ficar publicamente puto por
> Meu tio tem um casamento no mesmo dia que um desses rolês acontece
> Peço pra ela não ir
> Ela diz “provavelmente ela não vai”
> Peço de novo, praticamente implorando dessa vez
> Ela diz que vai tentar não ir mas que os garotos enchem muito o saco e que ela não sabe dizer não
> Ambas declarações são corretas, mas eu fico puto com ela e falo pra ela ter bolas o suficiente pra isso
> Brigamos de novo
> Não tenho tempo pra reconciliar antes de ir pro casamento
> Tenhoummalpressentimento.jpg
> Nervoso o fim de semana inteiro
> Falo com ela por mensagens na viagem de volta com meus pais, ela diz que vai me ligar quando eu voltar, pelo tom de voz dá pra saber que ela se sente culpada
> Aicaralho.png
> Acontece que ela ficou bêbada demais e eles implementaram stripping no jogo, primo, Eric e Dave viram ela completamente nua
> Queporraéessa.jpg
> Brigamos de novo
> Mcq eu percebo que eles tiveram mais prazer sexual com ela que eu até agora
> Penso que acabou, terei que procurar uma nova vida social agora
> Ela me chama de madrugada e vem em casa
> Chora pedindo desculpa, diz que tem um problema muito complicado com falar não e que vai tentar consertar isso
> Perdoo ela e vamos para a cama dando abraços
> Bem estranho com Eric e Dave a próxima vez que vejo eles
> Não falamos sobre o assunto mas eventualmente temos uma conversa de perdão meio estranha já que eu tô claramente bravo
> Ela para de ir na casa do primo pau no cu por um tempo
> Uma hora ela volta a ir
> “para consertar todas nossas amizades” ela diz
> As coisas de forma lenta mas firme começam a evoluir para o que era antes
> Eu sei que eu tenho que colocar um fim nisso
> Percebo que álcool é a principal diferença da minha casa para a casa do primo
> Começo a pegar bebidas do armário dos meus pais quando a gente joga Halo em casa
> Não sei muito bem o que eu tava pensando já que a gente continuava indo pra casa do primo
> Uma hora meus pais descobrem
> Minhas notas também tão caindo
> Combo deixa eles putos pra caralho
> Pseudo namorada não pode mais dormir em casa e eu não posso sair por uma semana
> Pseudo namorada e eu brigamos por isso e eu nem lembro o porquê
> Recebo mensagem do primo uns dias depois falando que ele vai ter a casa vazia e que é pra gente ir
> Noooooooooooooooooooooooooo.jpg
> Tento sair escondido mas sou pego
> Fico ligando pra ela o tempo inteiro mas ela ainda tá brava comigo e não atende
> Dia seguinte ainda sem contato, fim de semana então não vejo ela na escola
> Queporraéssaqueporracaralhoéessa.jpg
> Enlouqueço praticamente tendo um surto emocional
> Vejo ela na escola quando a Segunda finalmente chega
> Ela me ignora o dia todo
> Ela vai pra casa antes de eu poder encontrar ela depois da aula
> Chamo ela uma porrada de vez, falo pra ela que meu castigo acabou e que eu realmente quero falar com ela, se tiver acabado pelo menos que ela me fale isso
> Encontro Eric e Dave, muito nervoso para perguntar de forma tranquila o que caralho aconteceu
> Muito fodendo estranho mas basicamente eles me dizem que jogaram strip Halo de novo
> Eric vaza na hora mas Dave me diz depois que Eric e o primo filho de sete putas tavam passando a mão nela enquanto ela tava meio desmaiada
> Diz que ele sente muito e que tentou impedir
> Não tenho mais ninguém pra ficar puto então desconto no Dave
> Uma hora ela me manda uma mensagem dizendo “você age como se houvesse algo para terminar”
> Mostro essa merda pro Dave e saio correndo chorando pra caralho
> Muito envergonhado para sequer lembrar disso
> Penso que minha vida acabou
> Ela vem em casa aquela noite, sem mensagens, sem ligação, sem nada
> Soluçando na porta
> Nem sei como ficar puto com ela
> Eu falo que tudo bem, eu ouvi o que aconteceu e te perdoo
> Ela continua chorando e a gente vai dormir
> No meio da noite ela solta um “eu te amo”
> Inexperadamenteomelhormomentodaminhavida.jpg
> Nem penso direito e falo “também te amo”
> “não importa o que aconteça?” ela pergunta
> Eu digo que sim
> Perguntar se não importa o que aconteça continua por um tempo
> Tenho um mal pressentimento
> Ela diz que não tinha pra onde ir depois que meus pais não deixaram mais ela vir dormir em casa
> Que ela odeia ficar na casa dela e como eu sabia o quanto ela odiava os pais dela
> Ela admite ter falado isso pro velhote por mensagem quando tava indo pra casa na Sexta (dia que o strip aconteceu)
> Ele diz que a casa dele tá livre até Segunda, e convida ela pra ficar lá
> Eu tô tremendo enquanto ela fala isso
> O jeito que ela estava agindo finalmente se encaixou e fez sentido na minha cabeça
> Nunca tive uma epifania desse jeito
> Eu nem tenho que perguntar mas eu faço mesmo assim
> Ela diz que eles foram até o fim
> Nem sei por que eu perguntei os detalhes mas eu precisava
> Quantas vezes?
> Ela diz que não sabe uma porrada de vez e no fim termina falando que foram 5
> Você gostou?
> Ela diz que não mas eu pressiono ela e ela diz que teve um orgasmo
> Que posições?
> Missionário e de quatro
> Preservativo?
> Pausa, não.
> Nós dois estamos chorando o tempo todo
> Ainda em estado de choque na manhã, ela tomou uma pílula do dia seguinte pelo menos
> Nós ainda estamos meio estranhos nos próximos dias mas eu tô estranhamente positivo
> Ela diz que me ama o tempo todo, antes não me dizia nunca
> Oficialmente colocamos isso no face
> Todos na escola souberam o que houve mas não dão sequer uma foda
> Damos a mão o tempo todo, dizemos um para o outro que enquanto tivermos um ao outro estará tudo bem
> Chega ontem
> Recebo uma mensagem do primo falando para eu ir lá
> Quase dou risada por ele pensar que nós vamos
> Depois das aulas eu procuro minha namorada, de verdade agora
> Vejo ela com Eric e Dave
> Ainda putasso com Eric, então já tá um clima ruim
> Mcq eles dizem que tão indo pra casa do primo
> Eu nem sei o que dizer
> Eu falo que não vou
> Quando fica claro que eles vão eu indo ou não eu acabo cedendo e indo junto
> Jogamos Halo e bebemos um pouco
> Tão bravo que nem sei o que fazer
> Sentimento de estranheza é ainda pior
> Sinto que nem sequer estou lá
> Tento fazer ela ir pra casa várias vezes, Eric e o primo convencem ela a ficar
> Ela fica no meu colo o tempo todo, meus braços ao redor dela
> Acabamos assistindo Prometheus
> Dave foi pra casa nesse ponto
> Cometi o erro de me levantar para pegar cerveja
> Quando eu volto ela está no colo do velho filho da puta
> Pergunto pra ela se está tudo bem
> Ela diz que sim
> Ela e o escroto começam a se beijar
> Eric diz “cara, relaxa”
> Mcq ela diz para ele “não se preocupa, ele sabe”
> Eu falo pra ela que eu estou indo pra casa
> Ela diz que vai ficar
Isso foi noite passada, eu não falei mais com ela depois disso.





é isso, se alguém quiser que eu mude alguma coisa é só falar
submitted by Dinohobby to brasil [link] [comments]


2018.10.04 07:49 seth_br Você gosta de histórias?

Se curte uma história curta de um garoto de uns 16 anos, talvez você esteja no lugar certo, eu não sou um bom escritor mas adoro escrever, vou tentar deixar toda a minha vida o mais claro e mais visível na mente de vocês possível.
Imaginem uma pessoa quieta, bem quieta mesmo, não conseguia nem abrir o bico para falar um simples "oi" para alguns parentes próximos, pois é, essa criança já viveu dentro de mim, por mais que vivesse quieto tinha uma imaginação bem grande mesmo, tipo sonhava com tudo o que via, queria ser muitas coisas, principalmente o Homem-Aranha foi o primeiro filme que assisti, aquele com o Tobey Maguire, gravado em uma fita cassete, puta merda eu assistia aquilo o dia inteiro, quem gravou na fita cassete essa obra prima foi meu avô mas aqui é muito pouco para eu poder contar sobre esse homem incrível, deixa para próxima.
Até aqui é uma vida maravilhosa cara mas as coisas começaram a mudar um pouco mais para frente com o passar dos anos, na 5° série apareceu a matéria educação física, maravilhoso não? Bom... não para mim, eu sempre fui o último ou um dos últimos a serem escolhidos na educação física, olha falando assim parece fácil mas eu lembro perfeitamente daqueles momentos, eles eram dolorosos me reduziam com muita força sobre o mundo, eu não sentia nem que eu era alguém que merecia estar naquele lugar, pois é cara... Se você tá aí com seus 12-15 anos não deixe de escolher alguém na educação física com frequência isso pode causar sérias consequências. Voltando então, na 5° série foi a época que o mundo começou a me f*der bastante, me sentia menos que todos os outros após isso mais ou menos na 7° série eu comecei a perceber como as coisas tinham mudado, minhas notas estavam ruim demais, eu era um péssimo atleta, me escondia em praticamente toda aula de educação física ( Estranho né? Haha) e eu pensava muito em uma coisa, a arte de colocar o seu órgão sexual em outro órgão sexual, acertou quem disse sexo, pois é eu estava com uns 12 anos e pouco e a arte de manusear a maçaneta era bem frequente, fazer o que? Hormônios a flor da pele.
Já da para observar o quanto foi destruído aquela vidinha boa né? Eu sei que problemas aparecem tanto escolares como também financeiros, porém estamos falando do psicológico, o meu não é mais o menos por conta de tudo que já aconteceu mas enfim vamos falar agora sobre a 8° série, as coisas se acalmaram, porém eu tinha uns 3 amigos no máximo, isso era um pouco chato em alguns momentos mas tudo bem, não tem o que reclamar, os caras eram totalmente legais e sempre tivemos uma relação muito boa, o problema é que esses 3 amigos era bem vagabundos por que era repetentes que entraram na minha sala, e é como dizem por aí "más companhias" mas eu ria tanto com eles, eram as únicas pessoas que eu me sentia confortável que estava preso à isso, sem eles eu não era ninguém. Bom a 8° série e 9° série ( agora o ensino fundamental tem 9 anos caso você não saiba) foi resumido entre esses amigos e alguns colegas que não eram tão próximos, já que eu era o alvo de zoação deles, mas enfim então eu me formei mas eu queria algo melhor para mim não queria continuar na escola chata e pacata de sempre, então fiz um vestibulinho para uma escola com ensino médio e curso de informática juntos e... Passei
Olha tenho que admitir os primeiros meses do 1° ano do ensino médio, foi como se meu coração pudesse bater de novo, eu acordava todos os dias bem ansioso para ir para a escola, sempre estava acordado antes mesmo do despertador. Toda essa alegria brotava de inúmeras pessoas novas que eu havia conhecido, não só da minha sala como também das outras, sério foi extraordinário o que estava acontecendo ali era como mágica, estava mais emocionante que a minha infância.
Mas a felicidade minha não dura muito não, com o passar dos meses as coisas apodreceram um pouco, eu estava gostando de uma garota, chorava feito um resto de aborto em casa por causa de mulher, eu comecei à desenvolver a minha apreensão e medo das pessoas que não converso e então meus dias voltaram a ser os mesmos, passar algum tipo de vergonha, errar em alguma coisa e ficar se martelando pelo resto do dia, arrependimento e passei a fazer algo muito, muito, muito merda mesmo, eu comecei a basear minha felicidade em ver a garota na escola, hoje em dia falando parece que era frescura gostar dela mas eu sou uma pessoa que pensa tanto que ela na minha cabeça já estava muito além, já era algo que eu precisava mais do que uma cocaína para um morador da cracolândia, mas graças a Deus com o tempo essa vontade pela garota começou a deixar de existir, eu tinha interesse em outras mas não deu em nada. Eu não falei mas é bom falar, eu nunca beijei nenhuma garota na vida, assustador para você ? Bom, não sei mas para mim depois de tentar tanto de colocar na minha cabeça de que isso é normal acabei me convencendo, um rapaz de virgem e que nunca beijou de 16 anos é normal, assim penso. Bem a minha felicidade após ter deixado de gostar da menina já era algo vagante eu não tinha ela, não era feliz, às vezes sim, é até mesmo confuso para mim e me perdoem se eu me enrolar um pouco a partir daqui por que tudo o que eu vivo com o tempo se torna nebuloso em minha mente como se eu não devesse lembrar.
Eu acabei fazendo bastantes merdas no primeirão, comecei a beber mas tipo não todo dia só quando saía com meus amigos, como nunca tinha bebido passei várias vergonhas, tipo bastante mesmo, eu ficava bem louco, eu mereci isso, fui um idiota do c*#!lho, bebia apenas para remover de mim a barreira de anti socialização e pânico que tinha da maior parte das pessoas e também por que estava louco para beijar alguma garota, qualquer uma, é claro que não consegui nada. Nossa, agora que parei e pensei que não me descrevi, bom eu sou um pouco gordinho, bem pouco mesmo não é muita coisa não, sou branco mas por conta do meu pai ser negro eu tenho um cabelo crespo ou encaracolado sei lá não sei descrever e acho que é isso, talvez consigam me imaginar pelo menos um pouco, ah se você gosta de saber altura, eu tenho 1,72 não sou alto mas tô na média pelo menos.
Um ano se passa e eu vou para o 2° ano, yeah! Agora entrou novas pessoas na escola, estou cercado de gente interessante, mais que antes, está na hora de recomeçar, yeah de novo! Como sempre o começo foi legal conheci bastante gente mas com o tempo eu fiz a mesma merda e comecei a me distanciar novamente de algumas pessoas, algumas eram legais até, agora sobre amor nesse ano... Teve uma garota aí mas não foi grande coisa, graças a Deus. Mas em alguns meses eu fiz de novo a [email protected] de gostar de uma garota e ficar completamente obcecado, meu Deus será que isso é uma síndrome por que é o que parece, minhas notas não estão boas e nem ruins, talvez eu tenha me tornado mais vagabundo ainda, mas depois dessas coisas que passei eu sei até falar um pouco sobre como passar sobre algumas coisas... Mas ainda vivo perdido, eu temo todos que eu tenho vontade de amar ou gostar, eu não sou um bom atleta ainda e não participo da droga da educação física ( maldita educação física ) ou seja eu estava completamente querendo consertar tudo, voltar atrás, queria ser o Marty McFly e pegar o Delorean a fim de consertar o passado, mas como não sou o Marty, tudo o que eu poderia fazer era me lembrar o que houve comigo durante os anos então pensei em escrever algo e aqui estou eu.

submitted by seth_br to brasil [link] [comments]


Como beijar uma mulher - TUTORIAL COMPLETO! - YouTube COMO BEIJAR A PESSOA QUE VOCÊ GOSTA 4 DICAS DO QUE AS MULHERES GOSTAM NA HORA DO BEIJO Como Beijar uma Mulher de Língua? 10 Coisas que Toda Menina Gosta Inconscientemente COMO CONSEGUIR BEIJAR A PESSOA QUE VOCÊ GOSTA - YouTube Como Beijar: As Melhores Dicas Sobre Beijos para Garotas e ... COMO PEGAR GAROTAS COM UMA PERGUNTA 10 Sinais Que Uma Menina Gosta de Você - YouTube

Como fazer uma garota querer beijar você? Homem Alpha

  1. Como beijar uma mulher - TUTORIAL COMPLETO! - YouTube
  2. COMO BEIJAR A PESSOA QUE VOCÊ GOSTA
  3. 4 DICAS DO QUE AS MULHERES GOSTAM NA HORA DO BEIJO
  4. Como Beijar uma Mulher de Língua?
  5. 10 Coisas que Toda Menina Gosta Inconscientemente
  6. COMO CONSEGUIR BEIJAR A PESSOA QUE VOCÊ GOSTA - YouTube
  7. Como Beijar: As Melhores Dicas Sobre Beijos para Garotas e ...
  8. COMO PEGAR GAROTAS COM UMA PERGUNTA
  9. 10 Sinais Que Uma Menina Gosta de Você - YouTube

A Mulher que Você Gosta Te ... Manual do Homem 234,926 views. 3:53. Como Conquistar uma Mulher sem Falar Nada ... 3:24. Manual do Homem 389,728 views. 3:24. 5 Maneiras de Chegar em uma Garota ... Veja o Clube da Sedução - http://oclubedaseducao.com.br/ Dicas de Como beijar uma Mulher de Língua Corretamente e Perder o Medo de Beijar pela Primeira vez e... No vídeo de hoje listamos 10 sinais que uma menina gosta de você. Não esqueçam do like, se inscrevam, e ativem às notificações. :D Desfrutem do vídeo. Espero... Neste novo vídeo do umCOMO vamos dar algumas dicas de como beijar uma menina pela primeira vez. Nem sempre é fácil arriscar novas experiencias, mas com esse ... Agora vai ficar fácil pra vocês... INSTAGRAM TATUAGEM: https://goo.gl/R5mcyu • CONTATO PROFISSIONAL: [email protected] • FACEBOOK: https://www.facebook.com... 50+ videos Play all Mix - COMO PEGAR GAROTAS COM UMA PERGUNTA YouTube Mix Play all Mix - RichVlog YouTube CHEGANDO EM MENINA COM FRASES DO MC LAN - #RichResponde 15 - Duration: 5:18. ''10 frases que toda garota adora ouvir do menino'' - Duration: ... O Que Falar DEPOIS de Beijar uma Mina - Duration: ... Como saber se ela está interessada em você! ... Inscreva-se em Incrível: https://goo.gl/ZHFt2x ----- Como beijar. Quando v... Silver Coper Briga feio com sua namorada Lana e provavelmente vão terminar o namoro - Duration: 11:01. Canal Babado #babei 1,085,282 views